Clique e assine por apenas 6,90/mês

Ex-preparador físico da seleção perde o segundo filho em acidente

Anderson Paixão, preparador físico do Chapecoense e filho de Paulo Paixão, está entre as setenta mortes confirmadas em decorrência do acidente com o avião do clube

Por Mariana Gonzalez - Atualizado em 27 dez 2016, 14h43 - Publicado em 29 nov 2016, 12h44

Uma das vítimas da queda do avião que levava o time do Chapecoense foi o preparador físico Anderson Paixão. 

+ Encontrado horas após acidente, Neto tem corte grande na cabeça

Ele estava no Chapecoense desde 2011, quando o time ainda disputava a série C. O preparador físico viajava com o clube para a final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional em Medellín, na Colômbia, e está entre as 70 mortes confirmadas até agoraentre atletas, profissionais da imprensa e membros do conselho do clube. Deixa dois filhos – um de 11 anos e um que completa 9 nesta terça-feira. 

Anderson era filho de outro preparador físico, Paulo Paixão, que atuou na seleção brasileira em 1994, 2002, 2004 e 2013. Recebeu a notícia do acidente em Porto Alegre e deve se dirigir à cidade de Chapecó, em Santa Catarina, para se reunir com a família de outras vítimas.

Esta não é a primeira grande perda do também preparador físico. Em 2002, ele já tinha perdido o filho mais velho, vítima de um ataque cardíaco. “Nós estamos muito tristes. Mas desde a experiência da perda do garoto em 2002, Deus tem nos dado muita força”, disse na manhã desta terça-feira (29), em entrevista à ESPN.

 

 

Publicidade