Clique e assine por apenas 6,90/mês

Mulher vestida de Mata Hari lê textos de Paulo Coelho no metrô

A cena, ocorrida nesta sexta-feira (16) na estação Consolação, faz parte da ação marketing da Companhia das Letras para promover novo livro do escritor, <em>A Espiã</em>

Por Veja São Paulo - 16 dez 2016, 17h02

Uma cena inusitada chamou a atenção de quem passava na manhã desta sexta-feira (16) pela estação de metrô Consolação. Uma mulher fantasiada da célebre dançarina Mata Hari lia em voz alta trechos do novo livro de Paulo Coelho, A Espiã, e distribuía cupons de desconto para a compra da edição na Livraria Cultura.

+ Shoppings estendem o horário de funcionamento até o Natal

Era uma ação de marketing da Paralela, selo da Companhia das Letras, para promover a mais nova obra do escritor. 

+ Confira as últimas notícias 

A história tem como base a troca de cartas entre Mata Hari, dançarina morta em 1917 em Paris sob acusação de espionagem de guerra, e seu advogado, que cuidava do caso enquanto ela aguardava julgamento na prisão de Saint-Lazare.

Continua após a publicidade
Publicidade