Clique e assine por apenas 6,90/mês

Motoristas de ônibus fazem paralisação em Guarulhos nesta sexta (10)

A prefeitura estima que pelo menos 370 000 pessoas foram afetadas

Por Redação VEJA São Paulo - 10 May 2019, 12h23

Os motoristas de ônibus de Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo, paralisaram suas atividades nesta sexta (10) para reivindicar melhores condições de trabalho. A classe pede, entre outras coisas, reajuste salarial de 5%, participação nos lucros e resultados das empresas, vale refeição e auxílio creche.

Com a manifestação em curso desde as primeiras horas da manhã, a Prefeitura de Guarulhos estima que pelo menos 370 000 pessoas e sessenta linhas tenham sido afetadas. Além disso, 119 linhas intermunicipais, que começam ou passam pela cidade, tiveram redução na frota.

Para tentar diminuir o impacto sobre os usuários de transporte coletivo, a CPTM aumentou o número de viagens na linha 13-Jade. O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) impôs às empresas a utilização de pelo menos 70% da frota em horários de pico e 50% no resto do dia, sob pena de multa de 100 000 reais em caso de descumprimento.

 

Publicidade