Mercadinhos de bairro sobrevivem na capital

Alguns deles perduram por décadas e têm clientes de longa data

Em tempos de disseminação das chamadas lojas express das grandes redes do varejo alimentício, alguns mercadinhos de bairro se tornaram sobreviventes na capital.

No distrito da Consolação, que ostenta um dos preços do metro quadrado mais altos da cidade, os moradores mantêm o costume de recorrer a esses endereços tradicionais. Confira três exemplos que perduram ali por décadas.

Mercado Alagoas
Endereço: Rua Alagoas, 29, Higienópolis
Ano de abertura: 1974
Descrição: o espaço, próximo ao Mackenzie, atrai os vizinhos para as compras com suas fartas bancas de frutas e legumes

Casa Garcia
Endereço: Rua Luís Coelho, 128, Consolação
Ano de abertura: 1968
Descrição: queijos, salames, frutas secas, cervejas importadas e vinhos são alguns artigos encontrados no local

O Pomar
Endereço: Rua Veiga Filho, 132, Higienópolis
Ano de abertura: 1960
Descrição: quitanda aberta por uma família portuguesa, que ainda dispõe suas laranjas em clássicas caixas de madeira

Veja também
Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s