Clique e assine com até 89% de desconto

Marta Suplicy vai para a rua com Bruno Covas e desfila em “martamóvel”

A ex-prefeita acenou para moradores de bairros da Zona Sul e até arriscou passos de dança

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 21 nov 2020, 17h37 - Publicado em 21 nov 2020, 17h33

Em apoio ao prefeito Bruno Covas (PSDB), a ex-prefeita Marta Suplicy participou da campanha pela reeleição do candidato neste sábado (21) pela manhã.

Considerada ainda popular na periferia, a ex-petista desfilou em um “papamóvel”, apelidado de martamóvel — uma camionete protegida por paredes transparentes. Aos 75 anos, Marta faz parte do grupo de risco para a Covid-19 e, por isso, faz o uso da proteção.

Vestida de azul, a ex-prefeita acenou para os moradores de Parelheiros e Grajaú, mandou beijinhos e até arriscou passos de dança. Marta fez, ainda, um discurso no qual falou de racismo e sobre a morte de violenta de João Alberto Silveira Freitas, em um hipermercado de Porto Alegre.

Marta desfila em camionete protegida Reprodução/Instagram/Veja SP

Na manhã deste sábado, o candidato Guilherme Boulos (PSOL) caminhou pelo bairro de Heliópolis. A vice dele, Luiza Erundina, também participou da agenda, de dentro de uma camionete cercada de acrílico. Assim como Marta, Eurindina faz parte do grupo de risco.

 

Continua após a publicidade
Publicidade