Continua após publicidade

Luminárias a gás voltam a clarear o centro da cidade

Projeto da Comgás reativou as 38 peças das áreas externas e internas do Pátio do Colégio

Por Juliene Moretti Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 29 jun 2018, 06h00 - Publicado em 29 jun 2018, 06h00

Depois de ficarem cinco anos desativadas, as luminárias a gás do Pátio do Colégio voltaram a funcionar no mês passado. Sua história começou em 1873, quando a San Paulo Gas Company, a atual Comgás, passou a ser responsável pela iluminação da fachada de marcos importantes da cidade, como a Catedral da Sé. O gás era obtido pela queima do carvão — bem antes disso, existiam lampiões que funcionavam pela combustão do azeite. Na época, havia cerca de 700 estruturas do tipo pela metrópole, extintas nos anos 30.

As luzes à moda antiga do endereço histórico do centro resistiram. Na década de 70, passaram a ter como base o gás de nafta e, no fim dos anos 80, o atual gás natural. O acendimento se dava de forma manual e intermitente. Em 2001, o sistema foi convertido para a ligação automatizada. Doze anos depois, os postes foram desligados de vez.

O novo projeto da Comgás, juntamente com a prefeitura e a administração do pátio, reativou as 38 peças das áreas externas e internas. O conjunto traz dispositivos acionados por uma fotocélula, que identifica o fim do dia e libera o gás em um queimador. Ao amanhecer, o fornecedor é desligado automaticamente.

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.