Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Justiça mandar soltar faxineiro que empurrou mulher no trilho do metrô

Sebastião José da Silva estava preso desde janeiro de 2018; promotor ingressou com recurso

Por Redação VEJA São Paulo 5 ago 2020, 11h35

O faxineiro que empurrou uma mulher nos trilhos do Metrô em 2018 teve liberdade provisória concedida pela Justiça. Sebastião José da Silva, de 55 anos, foi preso em flagrante em janeiro daquele ano. A vítima teve ferimentos no braço.

Quem concedeu o benefício foi o juiz Luis Gustavo Esteves Ferreira, da 1ª Vara do Júri da capital. Ele alegou excesso de prazo na prisão aguardando julgamento.

A medida determina que o faxineiro fique em casa à noite e também aos fins de semana e que compareça ao juízo mais próximo a cada sete dias. Ele também não pode se ausentar da cidade sem autorização. Além disso, não pode ter contato com pessoas que presenciaram o crime e com familiares da vítima.

O promotor Felipe Zilbermann, que atua no caso, ingressou com recurso nesta terça-feira (4) sobre a libertação. Ele alega que não houve mudança no caso e que a prisão é essencial para a “manutenção da ordem pública, acautelando-se o meio social de possíveis novos ataques despropositados como o sofrido pela vítima”.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade