Clique e assine por apenas 5,90/mês

Judeus relembram o estudo secreto do livro Torá em festa

Por Edison Veiga [Débora Pivotto, Helena Galante e Juliana de Faria] - Atualizado em 5 dez 2016, 19h37 - Publicado em 18 set 2009, 20h23

Quando os romanos, no auge de seu império, proibiram que judeus estudassem o livro sagrado Torá, o líder espiritual Rabi Akiva (50-135) decidiu resistir. Passou a reunir seus discípulos em cavernas no interior de florestas e, para despistar os soldados, todos muniam-se de arcos e flechas, fingindo ser caçadores. Anualmente, os judeus relembram essa história durante a festa do Lag Baomer, celebrada entre a Páscoa e o Pentecostes.

A foto acima, de 1927, mostra alunas do colégio Renascença em evento no Parque Antártica. Fundado em 1922 para atender à comunidade judaica, o Renascença mantém a tradição – neste ano, eles celebraram em 4 de maio, na sede da escola, em Santa Cecília.

Publicidade