Homem morre após confronto entre usuários e policiais na Cracolândia

PM nega que tenha ocorrido embate no local; vídeo mostra homem sendo carregado em rua no centro de São Paulo

Um homem de 35 anos conhecido como Lucas morreu no sábado (14) após sofrer uma parada cardíaca na região da Cracolândia, no centro de São Paulo. Segundo moradores do bairro, o caso aconteceu durante um confronto entre usuários de drogas e policiais militares. Lucas seria morador de rua e frequentador do fluxo. A Polícia Militar, por meio da Secretaria de Segurança Pública (SSP), negou registro de confronto na região.

A reportagem esteve no local na manhã desta segunda-feira (16) e agentes da Guarda Civil Metropolitana (GCM) também confirmaram o confronto. Eles informaram, inclusive, que um deles teve o escudo balístico atingido por um disparo de arma calibre 12. Hoje, equipes da Guarda Civil Metropolitana Ambiental reforçam a segurança no local. Procurada, a prefeitura se limitou a dizer que a GCM acompanha as ações de zeladoria na região três vezes ao dia.

O caso aconteceu na tarde de sábado na Alameda Barão de Piracicaba, nos Campos Elíseos. A reportagem teve acesso a fotos e vídeos que mostram o homem na via. Em uma das gravações, ele está embaixo de um cobertor de alumínio. Na outra, o seu corpo é carregado (confira os vídeos abaixo). No áudio, moradores falam em omissão de socorro.

Segundo a moradora Edilene Ferreira de Jesus, de 27 anos, durante o confronto que envolveu bombas de gás lacrimogêneo e barricadas de fogo, Lucas foi socorrido pelas pessoas e levado para frente do Corpo de Bombeiros, localizado na Barão de Piracicaba. “Foi a maior confusão, o pessoal que socorreu disse que ele havia levado uma bala de borracha no peito e desmaiou”, conta. A carroceira Toya também presenciou a confusão. “Aqui é confronto quase todo dia”, disse.

De acordo com a SSP, uma equipe dos bombeiros foi acionada às 17h40 e prestou atendimento dois minutos depois ao homem, “que teria sofrido um mal súbito”. “O policiamento na área é realizado pelo 13º BPM/M, no entanto, não houve qualquer atividade ou operação da polícia com necessidade de uso de munições químicas”, informou, por meio de nota.

Em seguida, Lucas foi encaminhado à Santa Casa de Misericórdia com parada cardiorrespiratória. Segundo o hospital, ele chegou sem identificação e as manobras de ressuscitação foram iniciadas por cerca de vinte minutos antes da chegada dele ao local. Já no pronto-socorro, as manobras de reanimação continuaram por cerca de vinte minutos, sem resposta. Questionado sobre a suposta marca de bala de borracha, a instituição explicou que não pode passar esses tipos de informação e disse que a vítima foi encaminhada para o IML para determinação da causa da morte.

Confira os vídeos abaixo: 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s