Clique e assine por apenas 5,90/mês

Governo começa a esvaziar pátios com carros apreendidos

A ação vai permitir a intensificação de novas apreenções em investigações da Polícia Civil

Por Silas Colombo - Atualizado em 5 dez 2016, 15h19 - Publicado em 16 jan 2014, 19h20

A Secretaria de Segurança Pública decidiu dar fim aos 45 000 veículos que há anos lotam 41 pátios da capital. São carros apreendidos por ter sido furtados ou envolvidos em delitos. O início do processo para escolha da empresa que vai destruir as carcaças e leiloar o ferro estava previsto para quinta (16). O primeiro pátio a receber limpeza, no dia 31, será o Santo Amaro, o maior da cidade (veja abaixo alguns de seus números). Inaugurado em 2003, o local não recebe novos automóveis desde 2008 por causa de uma pendenga com o dono do terreno, que cobra uma indenização de 60 milhões de reais do governo estadual. Serão destruídos apenas os modelos que não estiverem sob investigação judicial. Caso o proprietário reclame a posse do veículo após sua destruição, poderá receber o valor obtido com a venda da sucata.

– 60 000 metros quadrados de terreno em área de manancial

– 25 000 veículos, 55% da frota apreendida da capital

– 5 000 motos, cerca de 20%do total estocado no pátio

– 10 000 máquinas caça-níqueis, reunidas em operações policiais

Continua após a publicidade
Publicidade