Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Filho de fundador da TAM compra galeria nos Jardins

Marcos Amaro, que é artista plástico, pretende remodelar o espaço

Por Ana Carolina Soares Atualizado em 23 ago 2017, 19h40 - Publicado em 23 ago 2017, 19h38

O artista plástico Marcos Amaro, filho do comandante Rolim Amaro, fundador da TAM Linhas Aéreas (atual LATAM Airlines Brasil), acaba de comprar a galeria Emma Thomas, nos Jardins, um dos espaços pioneiros no Brasil para novos colecionadores de arte. “Vou remodelar o conceito e criar um diálogo entre gerações”, anuncia.

Para começar, rebatizou a marca de “Emmathomas” (o nome é um trocadilho com a palavra “hematomas”). Também vai unir no local contemporâneos como Estela Sokol e Kimi Nii a consagrados como Andy Warhol e Lygia Clark. Outra novidade: Amaro negocia uma nova sede, também nos Jardins. Entre a aquisição e novos investimentos com acervo e espaço físico, além de participação em eventos, ele pretende investir cerca de 10 milhões de dólares (ou 31,5 milhões de reais) nos próximos 36 meses.

O empresário traça novas perspectivas para o negócio e visa também o mercado internacional. “Aposto na expansão para cidades como Nova York e Bruxelas”, diz.

A galeria foi fundada na metrópole em 2006 por Juliana Freire, Flaviana Bernardo e Mônica Martins. Elas acreditam na gestão artística como ponto fundamental na criação de novos formatos de trabalho no mercado de arte contemporânea. “Para manter-se atuante, a galeria necessita de um elo empresarial mais experiente e forte, que, ao mesmo tempo, tenha a sensibilidade de fomento à arte e cultura”, diz Juliana.

Continua após a publicidade
Publicidade