O melhor do Ipiranga e da Vila Prudente

Prédios, clubes e estabelecimentos tradicionais estão entre os destaques da região, parte dela colonizada por imigrantes do Leste Europeu

O Boticário Acredite na Beleza

A imagem acima foi escolhida pelos leitores de VEJA SÃO PAULO para representar a beleza da região. Inspire-se nela e poste também suas fotos usando a hashtag #BelezaIpirangaVilaPrudente

Europa oriental na Zona Leste 

Paróquia São José de Vila Zelina: missas em lituano uma vez ao mês

Paróquia São José de Vila Zelina: missas em lituano uma vez ao mês (Sidi Silva/Veja SP)

um pedacinho da Vila Prudente foi o escolhido por imigrantes eslavos para fincar raízes em São Paulo. Os primeiros navios chegaram por aqui em 1890, trazendo centenas de russos, ucranianos, lituanos e poloneses atraídos pela promessa de trabalho após o fim da escravidão no Brasil.

A presença ali de pioneiros que falavam russo facilitou a adaptação, e a localidade acabou sendo batizada, em 1927, de Vila Zelina. Uma segunda leva de moradores de países do Leste Europeu viria nos anos 40, para fugir das mazelas da II Guerra Mundial. De lá para cá, a região ganhou escolas, igrejas e uma grande variedade de lanchonetes e padarias que servem delícias típicas, como pão preto, varenique e a sopa de beterraba conhecida como borsch. Marco zero do bairro, a Paróquia são José de Vila Zelina tem até hoje missas rezadas no idioma lituano.

Veja também

Paraíso subaquático 

Inaugurado há onze anos no Ipiranga, o Aquário de são Paulo é o segundo maior do país (perde apenas para o AquaRio, na capital fluminense) e recebe cerca de 30 000 pessoas todo mês. A empreitada de números impressionantes nasceu por acaso, quando o paulistano Anael Fahel, experiente na venda de passeios monitorados a museus, parques e ao Zoológico, quis apostar em uma atração inédita ao perceber que a concorrência no antigo ramo crescia.

Urso polar do Aquário de São Paulo

Urso polar do Aquário de São Paulo (Silvia Zamboni/Veja SP)

Uma nova ala de 7 000 metros quadrados foi aberta em 2015, depois de um investimento de 15 milhões de reais. As grandes atrações do lugar são um casal de ursos-polares russos chamados Aurora e Peregrino, mas há cerca de 300 espécies marinhas e terrestres vindas dos quatro cantos do mundo. Conheça algumas das mais curiosas:

Canguru
Coala
Cobras píton
Jacarés
Lêmure
Lobos-marinhos
Monstro-de-gila
Peixe-boi
Raia-de-água-doce
Tartarugas
Tubarões
Vombate

Veja também

Símbolo querido 

Bandeira do bairro do Ipiranga

Bandeira do bairro do Ipiranga (Divulgação/Veja SP)

O Ipiranga foi o primeiro dos bairros paulistanos a ter a própria bandeira. O símbolo costuma ser carregado nos desfiles e paradas cívicas que ocorrem por ali, como a tradicional parada de aniversário do bairro, em setembro, com a presença da PM, Aeronáutica, Marinha, GCM e grupos de escoteiros. Criada por Jayme Castro Delgado, um contador aposentado que desenhava por hobby, a flâmula preta e vermelha foi escolhida em um concurso promovido em 1984. O desenho no centro representa a pira que fica em frente ao Monumento do Ipiranga, no Parque da Independência.

Veja também

Passado verde repaginado 

Principal refúgio verde dos moradores da Vila Prudente e região, o Parque Ecológico Professora Lydia Natalízio Diogo foi criado em 1996, no topo de um morro que servia como opção de lazer para as famílias das vilas operárias que floresceram na virada do século XX. O costume de passear ali foi se perdendo conforme o bairro industrial ia se transformando na pacata região residencial dos dias atuais.

Jardim do Parque Ecológico Professora Lydia Natalízio Diogo

Jardim do Parque Ecológico Professora Lydia Natalízio Diogo (Secretaria do Verde e do Meio Ambiente/Veja SP)

Hoje quem pratica esportes tem ali à disposição equipamentos de ginástica para a terceira idade e uma pista de cooper de pouco mais de 1 quilômetro. O destaque é o jardim montado ao estilo tradicional japonês, com carpas, cascata de pedras, lanterna e ponte. Logo ao lado, há um espaço para a cerimônia do chá.

O parque tem ainda centro de educação ambiental, horta, viveiro e um bosque de eucaliptos e outras plantas, como guapuruvu, embaúba, paineira, quaresmeira, ipê-amarelo e manacá-da-serra. Rua João Pedro Lecor, s/nº, Jardim Avelino, ☎ 2910-8774. Todos os dias. 6h/22h.

Veja também

Orgulho esportivo 

Fundado em 1906 na Rua Direita, o Clube Atlético Ypiranga nasceu da vontade de alguns sócios do Germânia (atual Esporte Clube Pinheiros) de ter um espaço para saraus, teatro amador e campeonatos de futebol. Apesar do nome igual ao do bairro da Zona sul, o clube só foi mesmo transferido para lá em 1929 — ainda passou por Penha e Água Branca.

O Clube Atlético Ypiranga

O Clube Atlético Ypiranga (Divulgação/Veja SP)

A atual sede na Rua do Manifesto foi construída nos anos 60 — após um despejo que fez com que os associados sumissem do clube —, em um terreno doado pela família Jafet, fundadora do Hospital sírio-Libanês e grande responsável pela urbanização do Ipiranga.

A área de 28 000 metros quadrados conta atualmente com academia, pistas de boliche, quadras de squash, biblioteca e quatro piscinas, duas delas aquecidas. o futebol é um dos orgulhos históricos da agremiação: até a década de 50 havia uma equipe que competia com os grandes clubes paulistas nos campeonatos estaduais.

Veja também

Lanche famoso 

Pão, queijo, alface e um disco de carne coberto por molho de tomate e maionese feitos na casa. Nada de milk-shakes, fritas nem anéis de cebola: o ritual ali é sentar-se ao balcão e pedir um sanduba acompanhado de um refrigerante. A receita do cheese salada lançado em 1966 por Oswaldo Paolicchi, o seu Oswaldo, conquistou fãs de todos os cantos da cidade e inspirou outras casas dedicadas ao sanduíche — das simples às mais sofisticadas e moderninhas, como o Tradi e a Lanchonete da Cidade.

Seu Oswaldo: tesouro do bairro

Seu Oswaldo: tesouro do bairro (Arquivo pessoal/Veja SP)

Ele inaugurou a icônica lanchonete da Rua Bom Pastor (o nome oficial no registro é Good Dog) no mesmo endereço onde funcionava a pequena fábrica de armários para banheiro que herdara em grande dificuldade financeira. Pouca coisa mudou depois de sua morte, em 2008, mas uma antiga reclamação foi atendida há cerca de um mês: a hamburgueria agora aceita pagamento com cartões.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

  1. Cernautan Sonia

    Ótima reportagem… só faltou falar REALMENTE da Vila Prudente, falou da V. Zelina, falou do Ipiranga, mas dá V. Prudente…nada.