Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Embriagado, manobrista de valet bate em Uber e mata passageiro

O motorista dirigia uma Range Rover Evoque

Por João Batista Jr. Atualizado em 5 nov 2017, 16h17 - Publicado em 5 nov 2017, 16h11

O motorista do valet que presta serviços para o tradicional bar Brahma, no centro de São Paulo, dirigia um carro Range Rover Evoque de um cliente do estabelecimento na altura das esquinas da Rua dos Gusmões com a Conselheiro Nébias quando atingiu um Chevrolet Ônix, pilotado por um motorista de Uber. Dentro do Uber estavam quatro passageiros, entre eles o jornalista Thyago Gadelha – que morreu na hora. O manobrista e três sobreviventes foram socorridos e levados para a Santa Casa e o Hospital das Clínicas.

A colisão aconteceu por volta da 1 horas deste domingo (5). O manobrista Renato Santos Bosco, de 28 anos, em audiência de custódia, teve sua prisão preventiva determinada. Ele confessou ter bebido cerveja e estar dirigindo a 80 quilômetros por hora. Bosco se submeteu a exame de dosagem alcoólica para precisar o quanto ele havia ingerido na noite.

Thyago Gadelha era formado em jornalismo pela Universidade Federal do para e trabalhava há mais de dois anos na comunicação do Grupo Vegas, que tem casas como Lions, Z Carniceria, Riviera e Yatch. O caso foi registrado no 2º Distrito Policial, no Bom Retiro.

Publicidade