Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Dentista é morto por grupo de pichadores na Zona Norte

Segundo a polícia, Wellington da Silva, 39 anos, foi espancando após tirar satisfação com homens que havia acabado de pichar muro de sua casa

Por Veja São Paulo Atualizado em 27 dez 2016, 16h17 - Publicado em 8 ago 2016, 10h05

O dentista Wellington da Silva, 39 anos, morreu espancado na madrugada de sábado (6) por um grupo que havia acabado de pichar o muro de sua casa, no bairro do Jaraguá, na Zona Norte. Segundo a polícia, ele foi atacado na rua após sair a procura dos pichadores. Seu pai, o aposentado Manuel da Silva, de 76 anos, também foi agredido, mas passa bem.

De acordo com imagens de câmeras de segurança, cinco homens saem de um carro estacionado em frente à casa do dentista por volta das 2h da manhã com latas de spray e garrafas de bebida nas mãos. Em seguida, o aposentado sai no portão, vê as pichações e sai pela rua segurando um objeto que parece um facão. 

Em depoimento à polícia, o irmão da vítima, de 44 anos, disse que os pichadores se reagruparam e atacaram o dentista quando ele saiu pela rua atrás do pai. Silva foi levado ao pronto-socorro de Pirituba, mas não resistiu e morreu no hospital. 

Fique por dentro do que acontece na cidade

Continua após a publicidade

Publicidade