Clique e assine com até 89% de desconto

Crack: “Fumo 25 pedras por dia”

Por Henrique Skujis e Maria Paola de Salvo Atualizado em 5 dez 2016, 18h47 - Publicado em 28 Maio 2010, 18h14

“Cometi todo tipo de loucura para conseguir crack. Pedi esmola, pegava comida no lixo e até assaltei com arma. Depois, ao me lembrar do rosto das vítimas, sempre me arrependia. Cheguei a pesar 37 quilos e até a me prostituir por duas vezes para conseguir algumas pedras.

A depressão é tão forte que tentei me matar por três vezes, uma delas em frente à minha terapeuta. Ainda bem que ela impediu. Fumo 25 pedras por dia. Estou internada desde o dia 26 de abril e está difícil ficar sem o crack.”

Ana, 34 anos, estudante de massoterapia

Publicidade