Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Covas cumpriu 41% das metas prometidas em SP

Levantamento mostra que prefeitura concluiu 29 dos 71 projetos estipulados

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 31 dez 2020, 18h12 - Publicado em 31 dez 2020, 18h11

O prefeito Bruno Covas (PSDB), reeleito em São Paulo, cumpriu 29 das 71 metas definidas para 2019 e 2020. Ao menos 30 promessas não foram cumpridas e 12 itens ainda não podem ser analisados porque a prefeitura ainda não divulgou os dados publicamente. O levantamento foi feito pela Folha de S. Paulo.

A área com menor desenvolvimento é a de transportes. Covas não cumpriu quatro das seis promessas, incluindo a implementação de 9,4 km de corredor de ônibus, 173,35 km de ciclovias, reforma de 301,6 km da infraestrutura cicloviária e requalificação de 1,2 km da avenida Santo Amaro (adiada para 2021). A prefeitura requalificou 64,4 km de corredores ou faixas exclusivas de ônibus.

Na área de habitacional, Covas entregou 10 mil unidades das 21 mil prometidas, removeu nove das 14 ocupações irregulares previstas, mas não desocupou os 17 prédios estipulados para transformá-los em moradias populares. Foram criadas apenas 80 das 2 mil vagas prometidas em repúblicas para moradores de rua.

Já na área de zeladoria, uma das 14 metas (das quais seis não foram entregues) era a diminuição em 30% das reclamações feitas pelo telefone 156 sobre serviços de limpeza e capinação na cidade, que não atingida.

Na saúde, Covas concluiu duas das setes metas. Não houve redução para 30 dias o tempo médio de espera para atendimento de exames na rede púbica e não foram entregues 5 das 12 UPAs (Unidades de Pronto Atendimento). O prefeito entregou três unidade básicas de saúde e o Hospital Municipal da Brasilândia.

Dos dez parques prometidos, foram criados dois: Parque Nascentes dos Ribeirão Colônia, na zona Sul da cidade, e o Parque Nair Bello, na zona Leste. Como prometido, a prefeitura conseguiu limpar mais de 6,5 milhões de m² de margens de córregos e recuperou 193 praças e canteiros.

Apenas uma das seis metas na área de educação foi cumprida: a entrega de 12 CEUs (Centro Educacionais Unificados), que funcionarão a partir de 2021.

A área com melhor desenvolvimento foi a de gestão (com sete das nove metas prometidas). Algumas das promessas cumpridas incluem 22 projetos de desestatização, digitalização de processos e 120 novos serviços online no Portal SP 156.

Em nota, a prefeitura disse que “apesar de a pandemia ter afetado todas as esferas de governo no Brasil e no mundo, 68% das 71 metas estabelecidas foram completamente cumpridas ou estão em estágio avançado. Do total, 48 já foram completamente atingidas”. A secretaria também afirma que a avaliação de todas as metas só poderá ser feita a partir desta quinta-feira (31).

  • Continua após a publicidade
    Publicidade