Como deputados de SP votaram no projeto que facilita uso de pesticida

O parecer foi aprovado na Câmara dos Deputados no fim de junho

Na noite do dia 25 de junho, os deputados federais aprovaram um parecer para projeto de lei (PL 6299/02), de autoria do deputado Luiz Nishimori (PR-PR) que altera a legislação sobre o uso de agrotóxicos e pesticidas.

A medida permite que o Ministério da Agricultura libere o uso de pesticida em plantações mesmo que órgãos reguladores como a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ou o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) não tenham completado seus processos de análise.

Foram 18 votos a favor e 9 contrários.

Os deputados que votaram a favor alegam que o objetivo é reduzir a burocracia e ajudar os produtores rurais “sem colocar em risco a saúde da população”. Os parlamentares que são contra, por sua vez, afirmam que a determinação vai facilitar o uso de veneno aos itens levados à mesa da população brasileira.

Entre os que votaram, apenas três são de São Paulo. Um deles, Junji Abe – que assumiu a vaga de Paulo Maluf na Câmara, após a prisão do ex-prefeito – votou a favor; os outros dois, Nilto Tatto e Ivan Valente, contra. O parecer, agora, deve ir ao plenário da Câmara dos Deputados.

Confira o resultado da votação:

A favor:
1. Adilson Sachetti (PRB-MT)
2. Alberto Fraga (DEM-DF)
3. Alceu Moreira (MDB-RS)
4. Celso Maldaner (MDB-SC)
5. César Halum (PRB-TO)
6. Covartti Filho (PP-RS)
7. Fabio Garcia (DEM-MT)
8. Geraldo Resende (PSDB-MS)
9. Junji Abe (MDB-SP)
10. Luis Carlos Heinze (PP-RS)
11. Luiz Nishimori (PR-PR)
12. Marcos Montes (PSD-MG)
13. Nilson Leitão (PSDB-MT)
14. Professor Victorio Galli (PSL-MT)
15. Sergio Souza (MDB-PR)
16. Tereza Cristina (DEM-MS)
17. Valdir Colatto (MDB-SC)
18. Zé Silva (SD-MG)

Contra:
1. Alessandro Molon (PSB-RJ)
2. Bohn Gass (PT-RS)
3. Edmilson Rodrigues (PSOL-PA)
4. Ivan Valente (PSOL-SP)
5. Jandira Feghali (PC do B-RJ)
6. Julio Delgado (PSB-MG)
7. Nilto Tatto (PT-SP)
8. Padre João (PT-MG)
9. Subtenente Gonzaga (PDT-MG)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Rogerio Alvarez

    Para tornar esta ação justa é muito simples, basta fornecer sempre a os itens da primeira colheita destes produtos primeiro aos que foram favoráveis a PL e suas famílias, e ter a certeza de que os consumirão de fato… Creio que minha afirmação a seguir seja comum a muitos, senão à todos os brasileiros de bem: _Estamos “fartos” de servir de cobaia para que outros fiquem bem na selfie.