Continua após publicidade

Cidade de São Paulo tem mês de julho mais quente desde 1943

A informação foi divulgada pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet)

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 22 Maio 2024, 16h17 - Publicado em 27 jul 2022, 09h44

O calor que vem fazendo neste mês na cidade de São Paulo já pode ser considerado histórico. Desde 1943, é o mês de julho mais quente registrado na capital paulista, com média mensal de 25,9º C de temperatura máxima na série histórica. A informação foi divulgada pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Normalmente, a média máxima de temperatura para o mês gira em torno de 23º C.

Segundo o Inmet, nesta semana, a cidade de São Paulo pode registrar temperatura ainda mais alta, com a máxima chegando a 29º C na quinta-feira (28), tornando esse um dos dias mais quentes do mês. A mínima na quinta-feira pode chegar a 15º C. Já no sábado (30), a máxima não deve ultrapassar os 19º C, enquanto a mínima pode registrar até 7º C.

+ Frente fria deve derrubar temperatura no final desta semana na capital

Continua após a publicidade

De acordo com o instituto, a umidade relativa do ar continua baixa e um forte bloqueio atmosférico de alta pressão, que impede a entrada de frentes frias, tem favorecido a elevação das temperaturas na capital. O calor será amenizado com a chegada de uma frente fria a São Paulo na próxima sexta-feira (29), que trará rajadas de vento, chuvas esparsas e queda acentuada na temperatura.

A cidade de São Paulo não tem chuvas significativas desde o dia 10 do mês passado, informou o Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE). Até o momento, julho registrou apenas chuviscos isolados em dias alternados, acumulando apenas 0,6mm.

Em entrevista hoje (26) ao programa Repórter São Paulo, da TV Brasil, o técnico em meteorologia do CGE Adilson Nazário disse que o fim de semana deve ser mais frio em São Paulo.

Continua após a publicidade

Segundo Nazário, a previsão é que sábado (30) e domingo (31) sejam os dias mais frios, com temperaturas em torno de 10º C ou 11º C, ou até mais baixas, de cerca de 10º C. “Não é uma sequência de dias muito longa, mas já vai servir para melhorar a qualidade do ar temporariamente”, afirmou.

Com informações da Agência Brasil 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.