Clique e assine por apenas 6,90/mês

Caso Madeleine: policiais usam retroescavadeira em casa em busca de provas

A menina desapareceu em 2007 durante viagem com os pais para Portugal

Por Redação VEJA São Paulo - 28 Jul 2020, 12h30

Policiais alemães entraram nesta terça-feira (28) no quintal de uma casa na cidade de Seelze, Alemanha, em busca de provas que possam elucidar o desaparecimento da menina inglesa Madeleine.

A porta-voz da promotoria, Julia Meyer, confirmou à imprensa que os investigadores estiverem na casa e que há no local uma retroescavadeira desde segunda-feira.

“O procedimento acontece em conexão com nossa investigação a respeito de Madeleine McCann,” afirmou, mas não deu detalhes da investigação.

Madeleine tinha três anos de idade quando sumiu em 2007 durante viagem com os pais para Portugal. Desde então, autoridades investigam o caso.

Continua após a publicidade

A última novidade no caso foi dada pela policia alemã, que informou que identificou um cidadão de 43 anos tido como suspeito. O homem morou em Portugal na época do desaparecimento da menina. O nome dele não foi revelado, mas na mídia alemã ele é conhecido como Christian Brückner. Ele tem duas condenações por contato sexual com menores e está preso.

Publicidade