Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Desaparecido desde sexta (29), canoísta é encontrado morto

O atleta se preparava para disputar o campeonato sul-americano

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 1 out 2017, 17h45 - Publicado em 1 out 2017, 15h36

Na última sexta (29), o canoísta profissional Diego Bichir saiu para remar em Bertioga, no Litora Norte, e não voltou mais. Encontrou-se a canoa e o remo do rapaz à deriva, mas não o atleta. Na tarde deste domingo (1), entretanto, o esportista foi achado sem vida na água. As causas da morte ainda não foram divulgadas.

O Grupamento de Bombeiros Marítimo (GBMar) realizou buscas junto com o Águia da Polícia Militar, a Defesa Civil de Bertioga e a Marinha do Brasil. Porque o rapaz era experiente no mar, a procura seguia também por terra.

Bichir competia com uma equipe de canoa havaiana. Ele se preparava para disputar o campeonato sul-americano e defender a seleção brasileira, no Peru.

Publicidade