Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Bruno Covas nomeia Marta Suplicy para secretaria da prefeitura

Prefeito anunciou até o momento seis nomes para a gestão que se inicia em 2021

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 22 dez 2020, 18h52 - Publicado em 22 dez 2020, 18h48

O prefeito Bruno Covas (PSDB), reeleito para ficar na administração da capital paulista por mais quatro anos, anunciou na tarde desta terça-feira (22) mais três nomes para a gestão das secretarias no governo que se inicia em 2021.

Marta Suplicy, que foi prefeita da cidade entre 2001 e 2004 pelo PT, será nomeada para a secretaria Municipal de Relações Internacionais. Durante as eleições para a prefeitura a ex-petista declarou apoio ao tucano. Ela participou de agendas na rua durante a campanha de Covas. Marta era filiada ao Solidariedade até setembro, quando rompeu com o partido após a sigla apoiar Márcio França (PSB) na corrida pela prefeitura.

Além da ex-prefeita, Covas também divulgou o nome de outros cinco para o secretariado. Junto com Marta, o prefeito anunciou César Azevedo para a secretaria de Urbanismo e Juan Quirós para a pasta de Inovação e Tecnologia. Na segunda (21), o tucano divulgou também Eunice Prudente para a secretaria de Justiça, Rubens Rizek Jr. para a secretaria de Governo e Guilherme Bueno de Camargo para a Fazenda.

O tucano prometeu mais diversidade no seu secretariado durante entrevista ao Roda Viva. Dos seis nomes confirmados, duas são mulheres. Eunice Prudente, que é professora de direito da USP, é a única negra até o momento.

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade