Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Bolsonaro admite infração após andar de moto com capacete levantado

Legislação de trânsito determina que condutor use proteção com viseira e que agentes fiscalizem se equipamento está devidamente posto na cabeça

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 26 abr 2019, 12h39 - Publicado em 26 abr 2019, 10h32

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) admitiu nesta quinta-feira (25) ter cometido uma infração de trânsito ao andar de moto com o capacete levantado em um passeio de moto no Guarujá, no Litoral Paulista, durante o feriado de Páscoa. O político tocou nesse assunto durante um café da manhã com jornalistas, em Brasília.

O episódio aconteceu no sábado (20). O presidente deixou o hotel militar, onde ficou hospedado, e foi dar uma volta pela cidade. As imagens do passeio foram compartilhadas por Bolsonaro no Twitter:

A legislação de trânsito estabelece que o condutor de motocicletas deve usar “capacete com viseira ou, na ausência desta, óculos de proteção, em boas condições de uso” para circular em via pública. Há ainda um trecho da lei que diz que os agentes de trânsito devem ficar atentos se os motoristas estão com o capacete “devidamente afixados na cabeça”.

Continua após a publicidade
Publicidade