Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

“Bolsocaro”: lambe-lambes de crítica ao governo são espalhados pela cidade

Em represália ao altos preços de serviços, cartazes aparecem em mais de vinte pontos da cidade

Por Redação VEJA São Paulo 28 fev 2021, 15h25

Circulando nas redes sociais desde a última terça (23), cartazes com críticas ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foram espalhados pela capital paulista neste fim de semana. Apelidado de “Bolsocaro”, os lambe-lambes relacionam o governante ao aumento do preço de suprimentos básicos, como arroz, gás de cozinha e gasolina.

Na Avenida Paulista, o muro de um edifício comercial foi coberto com impressos com dizeres tais quais., “Tá muito caro, tá na conta do Bolsonaro. Essa conta não é nossa, o Brasil não merece isso” ao lado de lambe-lambes com valores de insumos, caso da carne por 70 reais o quilo e a gasolina por 5,50 reais o litro. Outros vinte pontos da cidade exibem cartazes similares.

No último dia 18, a Petrobras anunciou que o diesel e a gasolina sofreriam reajuste 0,34 reais e 0,23 reais por litro, respectivamente. Da refinaria, cada um dos combustíveis sairia por 2,58 reais e 2,48 reais, atingindo o consumidor final com preços até 51% maiores, segundo a estatal.

Em levantamento realizado pela Universidade de São Paulo (USP) foi constatado aumento de 35,22% no valor da carne bovina, alavancado tanto pela alta na exportação quanto pelo crescimento nos gastos de produção.

Assine a Vejinha a partir de 6,90 mensais

  • Continua após a publicidade
    Publicidade