Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

São Paulo libera bares e restaurantes à noite com restrições

Medida entra em vigor a partir desta quinta-feira (6); estabelecimentos podem funcionar até as 22h

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 5 ago 2020, 19h11 - Publicado em 5 ago 2020, 14h18

Nesta quarta-feira (5), o governo paulista anunciou que bares e restaurantes poderão funcionar no período noturno no estado. A medida vale para regiões que estejam há 14 dias na fase amarela do Plano São Paulo e entra em vigor a partir de quinta-feira (6).

“Depois de rigorosa análise do centro de contingência da Covid-19 constatou que não houve impacto negativo nos indicadores epidemiológicos com a retomada gradual no consumo em restaurantes localizados em regiões que estão na fase amarela do Plano São Paulo. A partir desta constatação, o governo do estado vai publicar decreto amanhã que autoriza a abertura de restaurantes, padarias e estabelecimentos de alimentação até as 22 horas”, disse João Doria (PSDB) durante coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90

Os clientes não podem ficar em pé nos estabelecimentos e a ocupação máxima segue sendo de 40%. O uso de máscaras continua obrigatório. O tempo de funcionamento permanece de seis horas diárias, mas poderão ser fracionadas pelos bares e restaurantes.

A mudança acontece após a reclamação de empresários do setor. Na edição desta semana da Vejinha,reportagem mostra que os lucros dos locais estão baixos e os donos culpam o horário de funcionamento.

“O que muda com o que foi dito até agora: o novo horário de funcionamento permite até as 22hrs nas primeiras duas semanas e 6h por dia. Esse é um passo importante para ajudar um setor sofrido, também pra dar melhor condições de trabalhos pra quem tá voltando ao trabalho e precisam realizar suas refeições durante o dia”, disse Patricia Ellen, secretária de Desenvolvimento Econômico.

  • + ASSISTA AO LORENÇATO EM CASA

    Continua após a publicidade
    Publicidade