Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Prefeitura quer ceder pontos degradados do centro à iniciativa privada

Subprefeitura da Sé já identificou 20 pontos  , assim como o Mirante 9 de Julho, têm potencial para concessão

Por Estadão Conteúdo Atualizado em 27 dez 2016, 15h46 - Publicado em 3 set 2016, 13h42

A gestão Fernando Haddad (PT) quer conceder pontos degradados da região central de São Paulo, como baixios de viadutos, para exploração comercial e atividades culturais pelo setor privado. O objetivo é recuperar e levar mais segurança a áreas abandonadas da cidade, como já foi feito no Mirante 9 de Julho, atrás do Museu de Arte de São Paulo (Masp).

+ Trianon, Buenos Aires e mais 11 parque ficam sem segurança

A Subprefeitura da Sé já identificou 20 pontos com potencial para concessão no centro da capital, além de dois quiosques na praça Roosevelt que já estão sendo concedidos para um café e uma frutaria. O prazo de concessão é de três anos e a contrapartida é cuidar do local e seu entorno. 

Segundo o subprefeito da Sé, Gilmar Tadeu, o próximo edital deve ser de uma área embaixo de um viaduto na Bela Vista, na Rua Santo Antonio. “São soluções adotadas em outras cidades do mundo para aproveitar melhor esses baixios e qualificar o espaço público. São 50 viadutos só no centro”, disse Tadeu.

Continua após a publicidade
Publicidade