Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Aplicativo combate desperdício de alimentos com doações na quarentena

Comida Invisível conecta ONGs e famílias pobres a comércios e empresas com alimentos disponíveis para doação

Por Humberto Abdo Atualizado em 9 out 2020, 12h15 - Publicado em 3 abr 2020, 12h24

Criado em 2016, o projeto Comida Invisível organiza doações de alimentos que seriam descartados por comércios e empresas por terem perdido o valor comercial. Ainda próprios para consumo, eles são distribuídos a ONGs e famílias pobres em todo o Brasil.

O app recebe cadastros dessas empresas, que listam quais itens querem doar, descrevem o estado dos alimentos, a quantidade e data de validade. Por meio de geolocalização, a ferramenta identifica creches, instituições e pessoas físicas – que também fazem um cadastro – próximas ao doador, que então deve combinar a retirada pelo chat do aplicativo.

“Lembre-se: só doe aquilo que você utilizaria na sua casa!”, enfatiza o projeto nas instruções para doações.

Assine a Vejinha por 14,90 mensais.

Conduzido pela fundadora Daniela Leite e pela cofundadora Claudia Cavalcante, o Comida Invisível começou com uma série de ações sociais em food trucks. “Pegávamos alimentos bons que seriam descartados no Ceagesp, fazíamos o pré-preparo e levávamos para vender a custo simbólico em uma pracinha da Oscar Freire, Avenida Paulista ou parque da cidade”, explica Daniela. Metade desses alimentos eram, em seguida, doados pessoalmente para alguma comunidade em São Paulo.

Em 2018, a iniciativa testou uma versão inicial do aplicativo com alguns restaurantes e lançou a plataforma em julho de 2019. Desde então, segundo Daniela, já recuperou mais de 25,5 toneladas de alimentos no país e chegou a receber o selo Save Food, certificado concedido pela FAO, a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura.

Para a quarentena, a iniciativa também lançou a campanha O Seu Toque Faz Diferença Agora, em parceria com a rede +Brasil, que arrecada e distribui cestas básicas e produtos de higiene para famílias de comunidades da região metropolitana de São Paulo. No site do projeto, é possível colaborar com cestas de R$ 23,00 a R$ 108,70, os menores preços do mercado segundo os criadores. Para doar, clique aqui.

Continua após a publicidade

Segundo estudos da FAO, 30% dos alimentos produzidos no mundo são descartados e vão para o lixo em condições inadequadas. Hoje, estima-se que o desperdício de alimentos já corresponde a 1,6 bilhão de toneladas anuais.

Assine a Vejinha por 14,90 mensais.

Além de tentar combater o desperdício de alimentos, a plataforma aponta as condições inadequadas de descarte como uma das causadoras de emissões de gases de efeito estufa no planeta, cuja diminuição também está entre as missões do projeto.

O aplicativo está disponível para sistemas Android e iOS e também pode ser acessado pelo site oficial.

View this post on Instagram

A rede colaborativa +Brasil (com 105 lojas de pequenos varejistas da periferia) iniciou essa ação solidária negociando CESTA BÁSICAS a preços reduzidos para levar Alimento e Higiene DIRETO à FAMÍLIAS em situação de vulnerabilidade. A entrega será feita por ONGs homologadas e respeitadas para as famílias cadastradas. A transparência do processo é chancelada pelo  Comida Invisível, que garante que as cestas sejam entregues para as famílias em situação de vulnerabilidade social, de uma forma comprovada pela plataforma e com o respaldo legal para os doadores. O seu TOQUE faz diferença AGORA Saiba mais e Escolha a sua em www.maisbrasilsolidario.com.br #FiqueEmCasa #MaisBrasilSolidario #BastaUmToque #oSeuToqueFazDiferençaAgora #solidariedade #CestaBasica #CoronaVirus #comidainvisivel #porummundosemdesperdicio Parceiros: @comidainvisivel @ellevatenetworkbr @asas_br_com @pipoca_digital Ongs: @projetosamigosdascriancas @uneafrobrasil @casadozezinho @unibes @projetoarrastao @associacaopratocheio @somar_brasil

A post shared by Comida Invisivel (@comidainvisivel) on

  • Continua após a publicidade
    Publicidade