Anvisa proíbe lote falsificado de botox

Toxina foi suspensa depois que a fabricante brasileira identificou que o lote C3239C3 não havia sido produzido em seus laboratórios

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou nesta terça (16) que um lote falsificado de toxina botulínica, o botox, seja retirado de circulação. A falsa substância em pó trazia a marca da empresa dona do registro do produto no país.

O produto foi proibido depois que a própria Allergan identificou que o lote C3239C3 não havia sido produzido nos laboratórios da empresa. Como se trata de pirataria comprovada, não há qualquer garantia da origem e nem de que a substância seja mesmo botox.

A agência determinou ainda que todos os itens do conjunto sejam destruídos.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s