Clique e assine por apenas 6,90/mês
Blog da Vejinha Por Blog Novidades, curiosidades e promoções

Wagner Moura dá voz à Legião Urbana, mas público canta mais alto

Por Catarina Cicarelli As opiniões foram divididas quando anunciaram que o ator Wagner Moura assumiria o posto antes ocupado por Renato Russo nos vocais da Legião Urbana em um tributo que celebraria os 30 anos da banda. Fã do grupo, Moura já havia se arriscado a interpretar canções deles nos filmes “Vips” e “O Homem […]

Por VEJASP - Atualizado em 27 Feb 2017, 12h27 - Publicado em 30 May 2012, 03h04
Fã no palco: Wagner Moura não poupou declarações afetivas para a Legião Urbana (Foto: Adriano Conter)

Fã no palco: Wagner Moura não poupou declarações afetivas para a Legião Urbana (Foto: Adriano Conter)

Por Catarina Cicarelli

As opiniões foram divididas quando anunciaram que o ator Wagner Moura assumiria o posto antes ocupado por Renato Russo nos vocais da Legião Urbana em um tributo que celebraria os 30 anos da banda. Fã do grupo, Moura já havia se arriscado a interpretar canções deles nos filmes “Vips” e “O Homem do Futuro”, mas um show ao vivo era um desafio muito maior.

+ Wagner Moura se apresenta com a banda Legião Urbana

Continua após a publicidade

A curiosidade somada à vontade de ouvir as músicas de uma das principais bandas nacionais da década de 80 reuniu cerca de 7.000 pessoas no Espaço das Américas nesta terça (29) para a primeira apresentação do tributo, que também foi transmitido pela MTV, organizadora do evento. O show volta a acontecer nesta quarta (30), com ingressos esgotados.

Pontuais, os músicos subiram ao palco exatamente às 22h. Acompanhado de Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá, Wagner Moura pareceu assustado com o tamanho da plateia e demorou para assimilar a visão do enorme público. Esse nervosismo se mostrou nas primeiras canções, entre elas “Tempo Perdido” e “Fábrica”. Assim como a plateia, o ator assumiu mais o posto de fã da banda do que de líder. Com o enorme coro, por vezes sua voz sumia e não faltaram discursos exaltando sua satisfação em participar daquele momento. “Essa é talvez a noite mais emocionante da minha vida” e “Essa banda mudou a minha vida” foram algumas de suas declarações.

A intenção de Moura era claramente das melhores, mas sua performance vocal deixou a desejar, não só nas primeiras canções. Apesar de o tom em algumas músicas ter sido alterado para se adequar melhor ao seu alcance de voz, muitas vezes ele desafinou. Nada disso, no entanto, alterou o estado de êxtase em que se encontrava a plateia. Os fãs, na verdade, pareciam nem se importar com quem cantava as músicas. Cantavam eles mesmos, a plenos pulmões, e por diversas vezes chegavam a superar a voz do ator.

Entre os convidados para a homenagem estavam Fernando Catatau, do Cidadão Instigado, e o guitarrista britânico Andy Gill, do Gang of Four, banda de que Renato Russo era fã. Influências estrangeiras também apareceram em trechos de faixas como “Love Will Tear Us Apart”, do Joy Division, e “Smells Like Teen Spirit”, do Nirvana, que foram encaixadas no meio de algumas canções.

Continua após a publicidade

O primeiro bloco do show acabou com “Perfeição” e enquanto os músicos não voltavam para o bis a plateia engatou empolgadamente alguns versos de “Será”. O pedido, no entanto, só foi atendido depois de quatro canções, finalizando o show que durou mais de duas horas.

#gallery-15 {
margin: auto;
}
#gallery-15 .gallery-item {
float: left;
margin-top: 10px;
text-align: center;
width: 25%;
}
#gallery-15 img {
border: 2px solid #cfcfcf;
}
#gallery-15 .gallery-caption {
margin-left: 0;
}
/* see gallery_shortcode() in wp-includes/media.php */

Publicidade