Clique e assine por apenas 6,90/mês
Blog da Vejinha Por Blog Novidades, curiosidades e promoções

Os 10 fã-clubes mais encrenqueiros da internet

Sabe aqueles filmes em que, ao mexer numa colmeia, um personagem acaba perseguido por um enxame de abelhas? Na internet, sobretudo em redes sociais como o Twitter ou o Facebook, tietes de alguns artistas parecem esforçar-se para ocupar o papel desses insetos. Basta alguém criticar roupas, trabalhos ou o comportamento de seus ídolos, e eles […]

Por VEJASP - Atualizado em 27 fev 2017, 13h21 - Publicado em 17 mar 2011, 19h38

Sabe aqueles filmes em que, ao mexer numa colmeia, um personagem acaba perseguido por um enxame de abelhas? Na internet, sobretudo em redes sociais como o Twitter ou o Facebook, tietes de alguns artistas parecem esforçar-se para ocupar o papel desses insetos. Basta alguém criticar roupas, trabalhos ou o comportamento de seus ídolos, e eles partem para o ataque — não à toa, às vezes são chamados de talifãs, numa alusão. Convidamos um grupo de tuiteiros “heavy users” para elaborar uma lista sobre essa galera. Assim nasceu o rol de 10 fã-clubes mais encrenqueiros da internet, elaborado pela redação com dicas do psiquiatra e ex-BBB Marcelo Arantes (@dr_marcelo), da escritora Clara Averbuck (@claraaverbuck), do jornalista e blogueiro Phelipe Cruz (@phelipecruz), do advogado e blogueiro Fernando Gouveia (@gravz) e do designer Iberê Gravasseca (@ibere).

Sim, sabemos que existem vários fã-clubes de um mesmo artista, ok? Ao montar a relação abaixo, agregamos essas turmas por artista. Confira os eleitos:

Justin Bieber
Os admiradores do ídolo teen canadense perdem a linha em comentários de blogs — em muitos casos, escrevem recados para o próprio Justin, como se o cantor os fosse ler. “Já vi fãs chegarem ao absurdo de dizerem que iam matar alguém que havia falado mal do Justin”, diz Iberê Gravasseca.

Luan Santana, Restart e Fiuk
Um exemplo de como são beligerantes: amolaram durante semanas o ator e humorista Bruno Mazzeo, depois que ele comentou que o cantor sul-mato-grossense (foto, à dir.) era vesgo. Outro que se viu obrigado a aturar queixas parecidas foi o roqueiro Lobão. Numa entrevista ao “Pânico”, no rádio, ele declarou que a banda Restart é “uma aberração da natureza” e chamou de “bunda mole” o também astro adolescente Fiuk. “Os fãs adolescentes xingam de modo pueril, usando termos como feio, bobo e chato”, comenta Marcelo Arantes.

Claudia Leitte
Não se escreve uma linha sobre a musa loira da música baiana na internet sem que uma horda de axezeiros se manifeste — para o bem ou para o mal. Quando a comparam com a rival Ivete Sangalo, então… Ih, o caldo entorna. “E eles são meio agressivos”, afirma Phelipe Cruz, do blog Papel Pop. “Lembram um pouco os fãs da Iris Stefanelli, quando ela ainda era alguma coisa no BBB.”

Pitty
Têm modus operandi similar ao usado pelos seguidores aguerridos de Claudia Leitte: tudo que se publica sobre a cantora é repassado a uma rede de perfis no Twitter e se espalha bastante depressa. “É um tipo de amor louco e incondicional que acho meio perigoso”, diz Clara Averbuck. “A Pitty é minha amiga, gosto muito da banda dela, que fique claro. Mas essa cegueira fanática me incomoda.”

Continua após a publicidade

Marcelo Dourado
O polêmico campeão do “Big Brother Brasil” de 2010 ainda continua, um ano depois, entre os que mais movimentam gente no Twitter. Resquício da polarização ocorrida durante o reality, em que parte do público o classificava como homofóbico e os demais, a chamada Máfia Dourada, rebatia (em muitos casos com palavrões e baixaria) qualquer acusação. “Como o programa é um jogo, desperta torcedores fanáticos irremediáveis que cultivam sua patologia durante os três meses de exibição”, diz Arantes, que participou do BBB em 2008.

Britney Spears
Uma relação inversamente proporcional se formou na época em que a dita “princesinha do pop” viveu seu inferno astral, em 2007, época em que chegou a raspar o cabelo. Quanto mais Britney chegava ao fundo do poço, maior ficava o radicalismo de seus fãs na internet. E assim continuaram nos anos seguintes. Os tietes de suas congêneres (leia-se Lady Gaga, Katy Perry e Beyoncé) comportam-se da mesma maneira.

“Guerra nas Estrelas” e “Lost”
Sucesso no cinema e na televisão, respectivamente, congregam seguidores com uma grande diferença em comparação aos demais fã-clubes citados acima: a faixa etária. Em geral, a galera que curte a saga de Luke Skywalker ou as aventuras dos sobreviventes do voo Oceanic 815 (foto) já passou dos trinta — o mesmo vale, aliás, para outra franquia de Hollywood, a saga “Jornada nas Estrelas”. “Todos xiitas. Ficam ainda mais ridículos por causa da idade”, afirma Fernando Gouveia, do blog Gravataí Merengue. “Quanto ao Lost, os alucinados que aplaudiram o final tosco da série precisam de medicação.”

Leia também:

+ Os 5 verbos mais feios da era da internet

+ As 10 coisas mais irritantes do Facebook

+ As 10 coisas mais irritantes do Twitter (segundo tuiteiros famosos)

+ As 10 coisas mais irritantes do Twitter (versão dos leitores)

Continua após a publicidade
Publicidade