Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Val Marchiori - Hello! Por Blog O dia a dia da socialite mais comentada do momento

Meu nome é Val!

Hello, people… Não consegui falar sobre o show da Gal que eu fui na quinta-feira. Gostei tanto que queria compartilhar com vocês.   Confesso que não sou uma grande fã, de ter CDs, DVDs e tudo mais. Para vocês terem uma ideia, logo na entrada do show um repórter me pediu para cantar uma música […]

Por Val Marchiori Atualizado em 27 fev 2017, 12h27 - Publicado em 27 Maio 2012, 06h30

Hello, people…

Não consegui falar sobre o show da Gal que eu fui na quinta-feira. Gostei tanto que queria compartilhar com vocês.

A cantora Gal Costa: “Percebi como as músicas dela fazem parte de nossas vidas”

 

Confesso que não sou uma grande fã, de ter CDs, DVDs e tudo mais. Para vocês terem uma ideia, logo na entrada do show um repórter me pediu para cantar uma música dela. Fiquei tão nervosa que não conseguia me lembrar de nada. Aí cantei “Balancê”, que considero uma das músicas mais famosas e tocadas nas festas pelo Brasil todo.

Depois fiquei me perguntando: será mesmo que não conheço mais nada de Gal? O show começou, com uma plateia pra lá de VIP, com Caetano Veloso, o diretor do espetáculo, Washington Olivetto, Marina Person, DJ Zé Pedro, Bia Antony (sem o Ronaldo), Thereza Collor (sempre muito bem vestida) e tantos outros.

Continua após a publicidade

No começo, não conhecia as canções, acho que deveriam ser do CD novo. A Gal logo já pede desculpas por uma faringinte e pela voz que estava falhando. Mas aí, bastou ela começar a cantar os sucessos, para a voz parecer não falhar mais. Ela me surpreendeu. Achava que iria ver um ótimo show, mas foi melhor que esperava. Ali percebi como as músicas da Gal fazem parte de nossas vidas, tocam em novelas, nas festas e trazem tantas lembranças. Toda da preto, ela domina o palco. Por diversos momentos, o público aplaudiu de pé. E ela até se arriscou a cantar funk, para alegria da plateia, e de Bia Antony, que de pé, junto a dois amigos, dançou a música de um jeito todo seu, sem perder a beleza.

Pena que Gal não cantou a música “Meu nome é Gal”. Até brinquei com os jornalistas que um dia terei um espetáculo chamado “Meu nome é Val”, ou quem sabe, sonhando mais alto ainda, o Erasmo e o Roberto fariam uma música para mim, assim como fizeram para a Gal. Sei que é sonhar muito, mas não posso reclamar da vida ou duvidar dos meus sonhos, pois já consegui muita coisa. Ainda tive a oportunidade, graças ao meu amigo Helinho Calfat, de visitar o camarim e conhecer pessoalmente Gal e Caetano. Talvez eles não me conheçam muito bem, mas foram muito receptivos e atenciosos em um espaço reservado e cheio de admiradores.

Viva Caetano, viva a Gal, viva a Val, viva a vida! E hoje é domingo… Então chega de escrever e vamos curtir com a família, os amigos e com quem nos faz felizes! E aproveitando, desejo sucesso ao Rafinha Bastos em sua estreia na RedeTV! hoje a noite! Sucesso, Rafinha. Que nunca te falte o supérfluo! Para você, para mim e para todos nós!

Um ótimo domingo para todos. Amanhã vou esclarecer uma polêmica que está rolando por aí. Não percam!

Beijos com carinho,

Val Marchiori

Continua após a publicidade
Publicidade