Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Terraço Paulistano Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.
Conteúdo para assinantes

Telas antigas de Claudia Liz recebem máscaras e incentivam o uso

O dinheiro arrecadado com cada quadro será usado no cuidado de mulheres vítimas de violência doméstica do projeto Apolônias do Bem

Por Alessandra Balles Atualizado em 24 abr 2020, 13h06 - Publicado em 24 abr 2020, 06h00

Seis telas de Claudia Liz, 50, pintadas entre 2015 e 2016, receberam novas camadas recentemente. A primeira é de tinta: cada um dos rostos femininos ganhou uma máscara, item-símbolo destes tempos. A segunda é um retoque de significado: os 4 500 reais arrecadados com cada quadro serão usados no cuidado de mulheres vítimas de violência doméstica do projeto Apolônias do Bem. “As ONGs passam por um momento difícil e decidi ajudá-las com meu trabalho“, afirma a pintora e ilustradora, uma das maiores modelos dos anos 90. Na quarentena, Claudia tem aproveitado para desenhar mais e também faz ginástica com uma amiga via vídeo. “Tento seguir todas as regras e criar, que é uma forma pra mim de relaxar”, diz a ex-top model que causou comoção nacional em 1996, quando teve complicações antes de uma cirurgia estética. “São águas passadas.”

Publicado em VEJA SÃO PAULO de 29 de abril de 2020, edição nº 2684.

  • Assine a Vejinha a partir de 6,90.

    + OUÇA O PODCAST Jornada da Calma

    Continua após a publicidade
    Publicidade