Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Terraço Paulistano Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.

Mariana Weickert: gravações em galerias de esgoto e em set de filme pornô

Mariana Weickert varou a madrugada para acompanhar um pancadão de funk ostentação (“O MC Guimê tem pinta de bad boy, mas é um rapaz querido e ajuda muita gente ao seu redor”), presenciou as gravações de um filme pornô protagonizado por Kid Bengala (“vi o ato em si, vi o membro… fiquei de boa com […]

Por João Batista Jr. Atualizado em 27 fev 2017, 00h53 - Publicado em 16 jul 2013, 16h26

Mariana: nova apresentadora do programa A Liga (Foto: Tomas Arthuzzi)

Mariana Weickert varou a madrugada para acompanhar um pancadão de funk ostentação (“O MC Guimê tem pinta de bad boy, mas é um rapaz querido e ajuda muita gente ao seu redor”), presenciou as gravações de um filme pornô protagonizado por Kid Bengala (“vi o ato em si, vi o membro… fiquei de boa com a situação) e percorreu galerias de esgoto com dejetos na altura dos joelhos e baratas por todos os lados. Esses e outros perrengues fazem parte das gravações da nova temporada do programa A Liga, da Band, que estreia nesta terça (dia 16), às 22h30. No episódio sobre os subterrâneos das cidades, Mariana ficou tocada com uma situação: ao entrar por uma boca de lobo na Marginal Tietê, deu de cara com um senhor que morava por ali. Dentre as pequenas coisas que ele tinha – latas usadas para fumar crack e algumas roupas – constava uma revista da Daslu em que ela estampava a capa. “Cheguei a pensar que era armação da equipe do programa por tamanha coincidência, mas era real.” Em outro episódio, a modelo e apresentadora ficou dois dias vivendo como cadeirante. “Levei duas horas para fazer um percurso de seis minutos a pé, que é sair da minha casa até um ponto de ônibus próximo.” Mariana segue à frente do programa de maquiagem Vamos Combinar, apresentado ao lado de Julia Petit no canal pago GNT. “Estou encantada ao conhecer realidades distintas, mas sempre se pessoas próximas a todos nós.”

Publicidade