“Rainhas do gado”: congresso reúne executivas do agronegócio

“Somos mais receptivas e humildes, por isso viramos ótimas líderes", diz a fazendeira Maria Antonieta Guazzelli

Cerca de 35% das fazendas do país são lideradas por mulheres. A estimativa é do grupo que organiza um encontro dessas “rainhas do gado”. “Em pouco tempo, alcançaremos a metade desse mercado”, aposta Maria Antonieta Guazzelli, 55, palestrante no 4º Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio. O evento deverá reunir 1 700 executivas em 8 e 9 de outubro no Transamerica Expo Center.

Maria trabalhava como responsável pela área de tecnologia de um banco na capital até que, em 2002, com a morte do pai, assumiu a Agropecuária Rex, que cria gado, além de cultivar soja, milho e café e produzir leite, em Minas Gerais. “O início foi complicado, com embates com os ex-colaboradores do meu pai. Precisei trocar quase toda a equipe”, lembra. Hoje, as mulheres formam 40% do time. “Somos mais receptivas e humildes, por isso viramos ótimas líderes.”

Publicado em VEJA SÃO PAULO de 02 de outubro de 2019, edição nº 2654.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s