Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Terraço Paulistano Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.

Sapateiro especializado em bolsas de grife começou como engraxate aos 13

Com clientes como Sabrina Sato, Thiago Landes cobra até 2 000 reais por serviço na região da Paulista, onde trabalhava engraxando sapatos na calçada

Por Humberto Abdo Atualizado em 6 nov 2020, 01h02 - Publicado em 6 nov 2020, 06h00

Sapateiro especializado em bolsas de grife, Thiago Landes, 34, é o nome indicado por marcas como Dolce&Gabbana e Fendi para a manutenção dos itens de luxo, com serviços que podem custar até 2 000 reais. Landes começou como engraxate com apenas 13 anos. “Meu pai era camelô e pagava minha condução”, relembra. Para conquistar clientes, ele passou a arrecadar sapatos de conhecidos da igreja para exibi-los lustrados na calçada. “Lembro de comprar edições velhas da Playboy para o freguês que quisesse folhear revista de mulher pelada”, conta, aos risos. Na rua onde trabalhava, chegou a ser expulso por uma faculdade, mas mantém até hoje seu ponto com outros engraxates na Paulista, além de uma banca para retirar pedidos e uma loja física na mesma região. Landes aprendeu as técnicas de sapataria com um profissional da Rua Augusta. “Foi ele quem me ensinou tudo.” Os restauros de bolsas surgiram com a demanda das clientes. “Pintei a primeira, postei no Instagram e não parei mais.” Pedidos de todo o país chegam até seu estabelecimento, que já recebeu nomes como Erick Jacquin e Grazi Massafera. “As mais baratas aqui são modelos de 6 000 reais e já consertei peças de até 50 000”, revela.

Foto antiga mostra Thiago Landes em ponto de engraxate na Avenida Paulista: de Franco da Rocha, paulista exibia sapatos lustrados e revistas masculinas para atrair mais clientes na calçada. Arquivo Pessoal/Reprodução
Sob a marquise de um Banco Itaú na Avenida Paulista, o sapateiro Thiago Landes mantém o ponto com poltronas para serviços de engraxate, onde começou a trajetória aos treze. Rogério Pallatta/Veja SP

Publicado em VEJA São Paulo de 11 de novembro de 2020, edição nº 2712.

+Assine a Vejinha a partir de 5,90

Publicidade