Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Pergunte ao Doutor Por Blog

É fácil tirar tatuagem? Como fazer?

A dermatologista Valéria Marcondes, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), responde

Por Sara Ferrari Atualizado em 3 out 2017, 19h47 - Publicado em 3 out 2017, 19h45

Quem se arrependeu e quer se livrar de uma tatuagem, boa notícia: os procedimentos para eliminar a tinta do desenho estão cada vez mais seguros e eficazes, graças ao avanço da tecnologia a laser.

“Quanto mais cores pintadas na pele, mais difícil será removê-las do que uma tatuagem de uma só cor. Ainda assim, é possível remover os desenhos coloridos com sucesso e segurança. Os traços vão ficando mais finos e claros, até desaparecerem”, explica a dermatologista Valéria Marcondes, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

A remoção completa depende de uma série de outros fatores que merecem atenção, como a qualidade da tinta, tempo da tatuagem, cor, profundidade do pigmento, local do desenho no corpo, tipo de pele do paciente, histórico de alguma doença que favoreça um processo de infecção – como diabetes e pressão alta – e capacidade de cicatrização.

Métodos de eliminação da tatuagem envolvendo o uso de ácidos, abrasão ou lixamento também devem ser evitados. O tratamento mais indicado, segundo a especialista, é o uso de lasers específicos que agem em cima do pigmento, “explodindo-o” em nanopartículas, englobadas e eliminadas do local da tatuagem pelo próprio organismo.

“É importante evitar a exposição ao sol, já que peles bronzeadas são mais resistentes à ação do laser. Durante o tratamento, vale fazer lavagens abundantes no local e passar pomada antibiótica em seguida, para a cicatrização da região”, recomenda a médica.

  •  

    Continua após a publicidade
    Publicidade