Clique e assine por apenas 5,90/mês
São Paulo nas Alturas Por Raul Juste Lores Redator-chefe de Veja São Paulo, é autor do livro "São Paulo nas Alturas", sobre a Pauliceia dos anos 50. Ex-correspondente em Pequim, Nova York, Washington e Buenos Aires, escreve sobre urbanismo e arquitetura

Nova lei aprovada em Portland fatia casas em até quatro escrituras

#SPSonha: a chamada "lei do tríplex" busca reocupar imóveis que ficam grandes demais para famílias cada vez menores

Por Raul Juste Lores - Atualizado em 21 ago 2020, 10h06 - Publicado em 21 ago 2020, 06h00

A Câmara Municipal de Portland, a maior cidade do estado americano do Oregon, aprovou neste mês a revolucionária lei “de reposição residencial”. Que já foi apelidada de “lei do tríplex”. Ela permite que todo imóvel unifamiliar possa ser subdividido em até quatro escrituras. Os sobrados da cidade podem ter um “apartamento” térreo, um outro no andar superior e um terceiro ocupando a edícula.

A “reposição” ou preenchimento a que a lei se refere é a de inúmeros imóveis que ficaram grandes demais para famílias cada vez menores ou que não encontram compradores ou inquilinos porque ficaram muito caros. A prefeitura local estima que 5 000 imóveis possam surgir com a subdivisão agora aprovada. Em terrenos vazios, as novas casas já podem nascer com essas quatro unidades e um bom interfone na entrada, único sinal de que ali há apartamentos e não só uma única família.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90

A prefeitura local estima que 5 000 imóveis novos possam surgir com a subdivisão David Papazian/GettyImages/Divulgação

Leis que fatiam casas grandes demais são comuns de Nova York a Buenos Aires, mas a de Portland foi além: quem topar alugar metade das novas unidades por valores abaixo dos de mercado poderá transformar seu imóvel em até seis unidades. A política quer baratear os caríssimos aluguéis locais e adensar áreas menos povoadas. Portland é a capital verde dos EUA: quase 10% das viagens locais são feitas de bicicleta. A cidade brecou o espraiamento, criando limites municipais até onde se pode construir. Terra da Nike, fez do estilo esportivo saudável o norte do seu urbanismo.

Publicado em VEJA SÃO PAULO de 26 de agosto de 2020, edição nº 2701.

Continua após a publicidade
Publicidade