Top 5: momentos musicais nos filmes de Tim Burton

Frankenweenie, o novo filme de Tim Burton (já falamos dele aqui, lembra?), estreou na sexta (5) nos Estados Unidos. Por aqui, o filme encerra a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, no dia 1º de novembro (clique aqui para ver os destaques da programação), e está previsto para estrear no dia seguinte – é […]

Frankenweenie, o novo filme de Tim Burton (já falamos dele aqui, lembra?), estreou na sexta (5) nos Estados Unidos. Por aqui, o filme encerra a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, no dia 1º de novembro (clique aqui para ver os destaques da programação), e está previsto para estrear no dia seguinte – é para sentar e esperar mesmo, pessoal. Mas, como o filme está sendo bem recebido pela crítica, fizemos uma lista com os cinco momentos musicais mais legais dos longas do diretor.

Aperte o play repetidamente enquanto o filme novo do diretor não chega:

1 – “This is Halloween”, de O Estranho Mundo de Jack

O filme por si só já é uma gracinha gótica, bem ao estilo Burton. Mas essa música é um desses momentos mais bacanas do longa. Vale assistir ao desenho pelo ótimo trabalho em stop motion (repetido em Frankeweenie) e pelo roteiro. Mas fica o aviso: cuidado para não tomar alguns sustos.

2 – “Piano Duet”, de A Noiva Cadáver

Vai dizer se o bonequinho de Victor não é a cara de seu dublador, o ator Johnny Depp? Também feito em stop motion, o filme tem um enredo curioso. E esse dueto no piano é realmente bonito.

3 – “Day-O”, de Os Fantasmas se Divertem

Facilmente a cena mais legal de todos os filmes de Tim Burton. Ok, sem exageros – mas é uma cena bem divertida. É uma joia dos anos 1980 e vale muito a pena ser visto.

2 – A cena do circo em Peixe Grande

A cena em si já é muito bonita. Mas é claro que ela só é o que é por conta da música. O filme Peixe Grande não foi muito bem recebido pela crítica na época de seu lançamento, mas não faz feio e emociona.

1 – A cena do Coringa no Museu em Batman

Não seria Tim Burton sem um dos filmes do Batman que ele dirigiu entre os anos 80 e 90. E quer vídeo que define mais essa década do que essa música? Vale por Jack Nickolson no papel do inesquecível Coringa.

Bonus:

Ice Dance em Edward Mãos de Tesoura

Sabemos que deixamos de fora o musical Sweeney Tood. Mas esse é hors concours. A nossa última escolha é o filme Edward Mãos de Tesoura, por ser um conto de fadas moderno que levou Johnny Depp ao escalão de superastros do cinema. E, admita, que cena encantadora!

(Tatiane Rosset)

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s