Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Site da C&A provoca polêmica na internet com imagem de crianças

Não é a primeira vez que uma marca de roupas acaba se envolvendo em uma polêmica virtual. Depois das camisetas controversas da grife de Luciano Huck, outra marca provocou críticas virtuais por supostamente incitar pedofilia e deixou muito internauta incrédulo: seria piada? + Foto de campanha da Close Up some após comentários homofóbicos O falatório […]

Por VEJASP Atualizado em 26 fev 2017, 14h43 - Publicado em 17 set 2015, 14h46

fachada-c-e-a4

Não é a primeira vez que uma marca de roupas acaba se envolvendo em uma polêmica virtual. Depois das camisetas controversas da grife de Luciano Huck, outra marca provocou críticas virtuais por supostamente incitar pedofilia e deixou muito internauta incrédulo: seria piada?

+ Foto de campanha da Close Up some após comentários homofóbicos

O falatório agora tem como alvo a página principal do site da C&A. Para entrar nas páginas, é preciso clicar em botão onde se lê a frase “clique e abuse“. O problema é que essa ferramenta sugere outro tipo de abuso quando associada às imagens de um menino e de uma menina.  A frase faz referência ao antigo slogan “abuse e use”, usado há tempos pela marca. Veja:

cea1

O tweet sobre o caso já foi replicado 1,2 mil vezes e favoritado outras 593. Mais que isso: rendeu uma série de comentários na rede social sobre o deslize da campanha publicitária.  Confira

cea

A seguir, veja os comentários que circulam na internet (e tire suas conclusões):

Procurada pela reportagem, a empresa divulgou nota sobre o caso:

“A C&A ressalta que todas as suas ações têm como premissa o respeito às pessoas e informa que está sempre atenta à comunicação com seus clientes. Com relação ao botão “clique e abuse”, a empresa esclarece que este deriva do slogan “Abuse Use C&A”, utilizado há mais de 20 anos em suas campanhas publicitárias.”

À tarde, o site tirou a imagem do ar.

Polêmica por pouco? Ou não? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa fanpage no Facebook.

Continua após a publicidade
Publicidade