Clique e assine por apenas 5,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Empresa de cosméticos processa mulher após posts no Facebook

A consumidora começou um grupo no Facebook dizendo que os cosméticos provocam "perda de cabelo e danos no couro cabeludo"

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 8 fev 2018, 19h32 - Publicado em 8 fev 2018, 18h11

A companhia de cosméticos Monat está processando uma mulher da Carolina do Norte em mais de 225 000 dólares (cerca de 740 000 reais) em danos após a consumidora começar um grupo no Facebook dizendo que os produtos da empresa causavam “perda de cabelo e danos no couro cabeludo”. A empresa, fundada em 2014, é uma companhia de marketing multinível que vende produtos “naturais”.

No dia 26 de janeiro, Monat entrou com um processo contra Vickie Harrington, de 54 anos de idade, dizendo que a consumidora “difamou a Monat ao espalhar ativamente informações prejudiciais sobre os produtos”. A mulher, no entanto, garante que não fez nada do tipo. Ela publicou uma mensagem em um grupo do Facebook desabafando sobre a “perda de cabelo, dores no couro cabeludo, irritação, queimação, etc… que não param quando você deixa de usar os produtos”. Vickie também compartilhou uma foto de uma Mona Lisa careca com a legenda “Monat Lisa” na rede social, segundo o processo.

View this post on Instagram

Receive the Kick Off Kit free when you join as a Market Partner with a product pack. The kit includes REJUVABEADS™️ Split End Mender, Refinish Control Hairspray, Eye Wonder and Blow Out Cream. All full size! 😀 offer ends 1/31.

A post shared by MONAT Official USA (@monatofficial) on

O processo diz que as publicações de Vickie “explicitamente ou implicitamente representam que os produtos da Monat causam dores no couro cabeludo, escoriações, perda de cabelo e que são perigosos para mulheres gestantes, ou indivíduos em tratamento contra o câncer”, diz o processo, alegando que a consumidora não tem “base factual ou científica” para fazer as acusações. A empresa está processando a consumidora por difamação e calúnia.

Ao BuzzFeed, Vickie revelou que comprou os primeiros produtos Monat de vizinhos em 2017 e disse que ficou “impressionada” ao gastar mais de 900 dólares (cerca de 2 900 reais) no kit para se tornar uma representante da marca. Não demorou muito até que o cabelo da mulher começasse a cair. Ela, então, entrou em contato com os vizinhos que venderam os cosméticos para falar sobre o problema — mas eles disseram que ela estava apenas experimentando o tratamento “detox”. A mulher também garante que não mudou nenhum hábito desde que começou a usar os produtos: “Eu fiz um check-up completo em março de 2017 e as palavras exatas dos meus médicos foram ‘você está ótima’“, disse.

View this post on Instagram

Pressed for time and don't want to run late to your holiday soiree? Skip the hair washing routine when you've got the Champ Conditioning Dry Shampoo!⠀ ⠀ At-a-glance, the Champ Conditioning Dry Shampoo: ⠀ ✅ Eradicates greasy roots for beautiful 2nd (or 3rd) day hair⠀ ✅ Perfect for gym-devotees⠀ ✅ Tip: use a blow dryer at the roots after combing through for bounce & body 💁⠀ Want one ASAP? Speak to your MONAT Market Partner today. 😄#tiptuesday #MONATstyle

A post shared by MONAT Official USA (@monatofficial) on

A perda de cabelo, no entanto, não chegou ao fim. Após três meses, Vickie pediu um reembolso total dos produtos, mas a Monat disse que a janela de 30 dias para pedir o reembolso completo tinha acabado. Inconformada, a mulher compartilhou sua experiência online para descobrir se outros consumidores tinham sido afetados: “Se eles tivessem devolvido meu dinheiro, nós não estaríamos tendo essa conversa hoje“. A mulher, então, entrou em contato com Leah Jackson, uma youtuber que já falou mal da marca no YouTube.

Continua após a publicidade

Foi então que Vickie começou o grupo no Facebook. Desde novembro de 2017, mas de 12 000 mulheres já entraram no grupo privado, algumas compartilhado fotos do suposto estrago que os produtos da Monat fizeram em seus cabelos. A consumidora recebeu o dinheiro de volta, mas segue moderando o grupo: “Eu recebi o dinheiro de volta e poderia me afastar. Mas essas mulheres precisam de alguém que esteja disposta a lutar por elas“, disse.

Um porta-voz da Monat disse ao BuzzFeed que o grupo no Facebook é um “esforço de um competidor da Monat disfarçado como uma revolta espontânea em mídias sociais para manchar a companhia”. Vickie, no entanto, ri da sugestão: “Eu não estou sendo paga por um competidor. Quem me pagaria?“. O presidente da empresa de cosméticos também disse que adoraria ter uma conversa com a mulher, mas que ela nunca entrou em contato com a companhia — no processo, no entanto, a Monat afirma que ela entrou em contato para pedir o reembolso.

View this post on Instagram

LAST CHANCE! Purchase any MONAT system and receive a MONAT Grab Bag 🛍 with 5 surprises for only $20 USD/$26 CAD plus FREE shipping. Who doesn’t love surprises, especially when they retail for over $115 USD/$150 CAD! Share with us the surprises you receive using #MONATgrabbag. 😁🛍⠀Ends tonight at 11:59pm eastern.

A post shared by MONAT Official USA (@monatofficial) on

Ashley McNight, outra consumidora dos produtos Monat, diz que os cosméticos deixaram “feridas por toda a sua cabeça”, assim como caspa e perda de cabelo. Em uma publicação no Facebook, a mulher diz que começou a usar os shampoos em julho de 2017: “Eu adorava, deixava meu cabelo incrível. Então eu comecei a sentir uma coceira intensa no meu couro cabeludo, ela não parava“, diz a mulher. “Eu parei de usar Monat no mês passado e eu estou procurando maneiras de ajudar a minha cabeça. A situação já está 95% melhor“. A consumidora não começou a usar produtos ou remédios novos que poderiam causar o problema: “Se eu convencer uma pessoa a não usar esse produto, então eu fiz a minha parte“.

Outra consumidora, Candance, de Iowa, disse que os produtos deixaram seu cabelo tão mais fino, que ela foi forçada a cortar uma boa parte da madeixas. Ela usou os cosméticos por cerca de quatro meses e ficou chocada ao ver que “pedaços de cabelo começaram a quebrar” no couro cabeludo, deixando seu cabelo muito fino. Ela precisou cortar 10 centímetros dos fios para igualar com a área onde eles quebraram. Candance enviou um e-mail para a companhia e fotos do cabelo danificado em anexo. Ela recebeu um e-mail da Monat dizendo que receberia uma resposta em 72 horas — ela nunca recebeu.

Os administradores do grupo no Facebook garantem que a comunidade existe para dar apoio para mulheres que não têm para onde ir. As mulheres também garantem que não recebem nenhum tipo de ganho financeiro: “O nosso ‘ganho’ vem de ouvir essas testemunhos horríveis e ouvir essas mulheres dizerem que, se não fosse pelo grupo, elas não teriam se recuperado emocionalmente. Eu me sentia tão sozinha antes de encontrar esse grupo“.

Dê sua opinião: E você, o que achou da história dessas mulheres? Deixe seu comentário e aproveite para curtir a nossa fanpage no Facebook!

Continua após a publicidade
Publicidade