Clique e assine por apenas 6,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Novidades da cultura pop e da internet

Paulo Gustavo faz desabafo sobre fantasia de Halloween

"Apaguei a foto do meu perfil porque não quero dar espaço para gente equivocada ficar discutindo na minha página e mandando mensagem de ódio"

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 30 Oct 2017, 13h25 - Publicado em 30 Oct 2017, 13h20

O comediante Paulo Gustavo aproveitou o Halloween nos Estados Unidos com o marido, o médico Thales Bretas. A fantasia do ator, que estava caracterizado como uma versão masculina da personagem Malévola, da Disney, acabou gerando críticas na internet. O problema? Em um clique compartilhado nas redes sociais, ele aparece ao lado de um amigo fantasiado como Jesus Cristo.

Após a repercussão negativa, ele escolheu apagar a foto do Instagram e deixou um recado aos críticos: “Apaguei a foto do meu perfil porque não quero dar espaço para gente equivocada ficar discutindo na minha página e mandando mensagem de ódio. Vocês entraram na minha publicação para dizer que fui infeliz na escolha da minha fantasia, por estar de ‘Malévolo’ e meu amigo de ‘Jesus Cristo’ e me julgaram, lançaram mensagens de ódio e questionaram se sou uma pessoa do bem… me pergunto: é desta forma que vocês praticam a religião de vocês? Com ataques e mensagens de ódio?“, escreveu.

Estava numa festa de Halloween, muito tradicional na Europa e nos Estados Unidos. Por ser uma festa de origem pagã, na Idade Média, passou a ser chamada de ‘Dia das Bruxas’ e aqueles que comemoravam a data eram perseguidos e queimados na fogueira pela Inquisição. Voltamos a Idade Média? Bem, eu não frequento igreja, mas exercito minha fé. Vamos propagar amor, respeitar o próximo, superar as diferenças. Que tal fazer como Jesus Cristo e não como os inquisidores?“. Confira: 

Continua após a publicidade

View this post on Instagram

Apaguei a foto do meu perfil porque não quero dar espaço pra gente equivocada ficar discutindo na minha página e mandando mensagem de ódio! Vocês entraram na minha publicação para dizer que fui infeliz na escolha da minha fantasia, por estar de“Malévolo“ e meu amigo de “Jesus Cristo” e me julgaram, lançaram mensagens de ódio e questionaram se sou uma pessoa do bem… Me pergunto: é desta forma que vocês praticam a religião de vocês? Com ataques e mensagens de ódio? Estava numa festa de Halloween, muito tradicional na Europa e nos Estados Unidos. Por ser uma festa de origem pagã, na Idade Média passou a ser chamada de "Dia das Bruxas" e aqueles que comemoravam a data eram perseguidos e queimados na fogueira pela Inquisição. Voltamos a Idade Média? Bem, eu não frequento igreja, mas exercito minha fé. Vamos propagar amor, respeitar o próximo, superar as diferenças. Que tal fazer como Jesus Cristo e não como os inquisidores? 🙏🏻🙌🏻🙌🏻🙌🏻🙌🏻

A post shared by paulogustavo31 (@paulogustavo31) on

Continua após a publicidade

Nos comentários, Paulo Gustavo recebeu o apoio dos seguidores: “Não sei onde vamos parar com esse conservadorismo. Tem o meu apoio!“, escreveu um rapaz. “Lacrou! Seres que fazem esse tupo de comentário só poluem o planeta. Mais amor, por favor“, escreveu outra. No entanto, o ator continuou sendo criticado. “Respeito ao próximo é não tirar sarro da fé alheia, é não zoar com a imagem de Cristo“. 

Dê sua opinião: E você, o que achou do desabafo de Paulo Gustavo? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook.

Publicidade