Clique e assine por apenas 5,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Mulher está em coma em UTI após popular procedimento estético

Ela sofreu uma parada cardíaca durante o procedimento médico realizado em Juarez, no México, no dia 30 de outubro

Por Redação VEJA São Paulo - 14 nov 2018, 18h01

Laura Avila, uma mulher de 36 anos de idade do Texas, nos Estados Unidos, está lutando por sua vida após uma rinoplastia que deu errado. A mulher sofreu uma parada cardíaca durante o procedimento médico realizado em Juarez, no México, no dia 30 de outubro. Agora, ela está em coma induzido na UTI para evitar maiores sequelas.

A irmã da mulher, Angie Avila, revelou que os médicos aplicaram a anestesia em sua coluna vertebral, mas o medicamento não fluiu pelo cérebro da paciente, indo para o seu cérebro. Agora, Laura está com severos danos cerebrais. A opção de desligar os aparelhos que mantém a paciente viva já foi dada à família pelos médicos, mas os parentes ainda têm esperanças na recuperação da mulher. A cirurgia de Laura custou cerca de 1 800 dólares (6 800 reais).

“Nós precisamos decidir se queremos remover os aparelho como uma família. Nós choramos todos os dias, acho que estamos chocados e não queremos acreditar que é verdade”, desabafou Angie. “Não importa o que aconteça, eu quero que ela saiba que ela tem um lugar especial no meu coração”, disse o noivo de Laura, Enrique Cruz.

Os médicos informaram à família de Laura que não há nada mais a ser feito, mas a família quer transferir a paciente para um hospital no Texas, com mais recursos. Eles, então, fizeram uma “vaquinha” on-line no site GoFundMe onde Angie diz que a irmã sofreu uma “tragédia” durante o procedimento médico. A página foi criada no dia 6 de novembro: “Os médicos estão removendo medicamentos para tirá-la do coma. No entanto, por causa dos danos cerebrais, ainda é muito para saber o tamanho do estrago”, diz a página.

“Laura ainda está em condições críticas. Ela está tendo convulsões, uma indicação de dano cerebral”, diz o texto. A “vaquinha” virtual também diz que a mulher está na UTI há seis dias no México, e precisa estar estabilizada até que a família possa transportá-la para os Estados Unidos. Se a jovem acordar, ela provavelmente precisará de terapia física e reabilitação. Também há uma investigação ocorrendo na clínica onde o procedimento foi feito para determinar se foi o caso de negligência médica.

As informações são do The Daily Mirror.

Dê sua opinião: E você, o que achou da história de Laura? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook!

Continua após a publicidade
Publicidade