Clique e assine por apenas 6,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Novidades da cultura pop e da internet

Médica interrompe o próprio parto para atender paciente

"É reconfortante saber que existem mulheres cuidando de outras mulheres", desabafou a mamãe após a história curiosa que aconteceu nos Estados Unidos

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 31 Jul 2017, 17h07 - Publicado em 31 Jul 2017, 17h00

Dra. Amanda Hess, que trabalha como obstetra em Kentucky, nos Estados Unidos, estava pronta para dar à luz. A médica, inclusive, vestia a camisola do hospital quando ouviu um grito no fim do corredor. A profissional reconheceu a voz: era de uma mulher que tinha encontrado com ela há algumas semanas, antes da sua última consulta pré-natal. Ela, então, decidiu parar os procedimentos do próprio parto para ver o que estava acontecendo.

Eu só coloquei outra camisola para cobrir as minhas costas e calcei botas sobre os meus sapatos, para manter qualquer tipo de fluído no meu corpo, e fui até o quarto dela“, contou a médica a uma emissora de televisão local.

Enquanto isso, Leah Halliday-Johnson, a futura mamãe que Amanda ouviu gritar, recebia ordens das enfermeiras para não fazer força. Ela chegou ao hospital com apenas um centímetro de dilatação mas, apenas uma hora depois, seu bebê estava pronto para vir ao mundo — com o cordão umbilical enroscado em seu pescoço. Infelizmente, o médico que estava de plantão no dia ainda não havia retornado de um intervalo.

Continua após a publicidade

Hats off to this #DrMom and member of Physician Moms Group #PMG, Dr. Amanda Hess! This picture was taken minutes after…

Posted by Dr. Hala Sabry on Tuesday, July 25, 2017

Uma colega de Amanda, a Dra. Hala Sabry, compartilhou no Facebook que a obstetra “ouviu as enfermeiras preparando uma mulher que precisava dar à luz imediatamente porque o bebê estava estressado — a criança estava chegando e precisava de ajuda”.

Grávida e prestes a presenciar o nascimento da filha, a médica adiou o próprio parto para ajudar a família Halliday-Johnson a receber uma saudável menina. E Leah não fazia ideia que a médica estava no quarto ao lado, ela imaginou que ela estava de plantão: “É reconfortante saber que existem mulheres cuidando de outras mulheres. Ela fez com que eu me sentisse bem sobre a vida“, contou a nova mamãe.

Continua após a publicidade

Ela estava feliz de poder fazer força e ter o bebê sem precisar esperar mais!“, contou Amanda que, poucas horas depois, deu à luz Ellen Joyce, sua própria filha. Assista: 

Dê sua opinião: E você, o que achou da história inusitada? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook.

Publicidade