Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Mães alegam que sobrancelhas dos filhos foram depiladas em creche

"Eu sou mãe, isso não deveria ter acontecido e eles não têm o direito de tocar na minha filha", desabafou uma das mulheres no Facebook

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 7 fev 2018, 19h28 - Publicado em 7 fev 2018, 19h02

Duas mães americanas prestaram queixas na polícia contra a escolinha Boys & Girls Club, em Washington. As mulheres dizem que a sobrancelha dos filhos pequenos foram depiladas com cera enquanto eles estavam sob os cuidados da instituição. Alyssa Salgado, de 19 anos, afirmou ter deixado a filha de 2 anos de idade, Lilayiah, no berçário. Depois de ter buscado a menina, notou que a pele da criança estava vermelha entre as sobrancelhas.

No dia 2 de fevereiro, Alyssa publicou um desabafo sobre a situação: “Levo a minha filha para a escolinha para que eles cuidem dela enquanto eu estou na faculdade tentando me focar na formatura. Fui buscar a minha filha ontem quando vi uma marca vermelha entre as sobrancelhas dela. Pensei: ‘tudo bem, é um arranhão’. Mas, assim que cheguei em casa, dei uma olhada mais de perto. Decidiram depilar a sobrancelha da minha filha“, escreveu no Facebook.

Imediatamente, entrei em contato com a diretora da escolinha. Mas mensagens, ela tentou inventar múltiplas desculpas. Então, hoje de manhã eu levei minha filha à diretora. Ela riu da minha cara ao contar um monte de mentiras e eu fiquei triste. Eu sou mãe, isso não deveria ter acontecido e eles não têm o direito de tocar na minha filha“.

A mulher, então, revelou a vontade de espalhar o caso: “Dei à luz minha filha e amo cada pequeno detalhe dela. Essas mulheres quiseram corrigir a aparência da minha filha. Não vou deixar passar batido. Gostaria de espalhar essa história. Imagine se fosse o seu filho ou filha. Imagine o tamanho da dor que eles sofreram. Consigo imaginar a minha filha gritando por mim. Eu não estava lá para protegê-l. Eu falhei“, finaliza. A história teve mais de 21 000 compartilhamentos em poucos dias. Confira:

Continua após a publicidade

Outra mulher também teve o mesmo problema com a mesma instituição: no Facebook, Glenda Maria Cruz falou sobre como o filho de apenas 1 ano de idade enfrentou caso parecido: “Eu não queria fazer um escândalo, mas hoje a minha vida mudou. Eu jamais imaginei que algo assim iria acontecer com o meu filho. O que as mulheres do berçário do meu filho estavam pensando? Elas depilaram a sobrancelha dele com cera — e não foi só com ele. Também fizeram isso com a filha de uma amiga minha“, desabafou.

Sei que muitos de vocês falarão que não é um grande problema. Mas a pele deles é muito delicada e mulher alguma tem o direito de fazer isso com qualquer criança. Quando nós fomos confrontar a mulher que está administrando o berçário, tudo o que ela disse foi que havia falado com os funcionários e todos eles disseram que não fizeram nada. Ela, então, perguntou o que eu queria com um grande sorriso no rosto. Disse que ninguém estava me forçando a levar o meu filho para aquele berçário. Eu, no entanto, estou pagando para que eles cuidem do meu filho, e não para que depilem as sobrancelhas dele“.

Não sei como outras mães reagiriam a essa situação, mas, para mim, senti como se fosse um alerta: eles fizeram isso agora, o que farão a seguir? O meu filho ainda não sabe falar e eu não sei o que ele enfrentou. É muito difícil porque ele é só um bebê, ele não pode se defender. Ele não tem nem 2 anos de idade ainda. Cheguei num ponto em que estou me sentindo uma mãe ruim porque não pude protegê-lo quando ele mais precisava de mim“, finalizou na publicação, que também foi bastante compartilhada no Facebook. Confira: 

A mães preencheram queixas na polícia. Na segunda (5), o colégio fez uma declaração, segundo o The Daily Mail. “O Boys & Girls Club leva essas alegações muito a sério e trabalhará para ajudar no processo de investigação. Nós estamos comprometidos com a operação de programas seguros para servir a nossa comunidade jovem e somos reconhecidos por oferecer programas de qualidade que servem jovens de todas as idades“.

  • Dê sua opinião: E você, o que achou da polêmica? Deixe seu comentário e aproveite para curtir a nossa fanpage no Facebook!

    Continua após a publicidade
    Publicidade