Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Mãe publica desabafo no Facebook sobre as pressões sofridas por pais do século XXI

Ser um pai não é uma tarefa fácil, mas criar uma criança no século XXI é uma tarefa quase… impossível: Bunmi Laditan, uma mãe e escritora dos Estados Unidos, escreveu um desabafo sobre as responsabilidades da paternidade nos dias de hoje. “Ser um pai moderno é terrível: eu daria um osso para ter sido um pai dos […]

Por VEJASP Atualizado em 25 fev 2017, 21h52 - Publicado em 29 set 2016, 18h21

003

Ser um pai não é uma tarefa fácil, mas criar uma criança no século XXI é uma tarefa quase… impossível: Bunmi Laditan, uma mãe e escritora dos Estados Unidos, escreveu um desabafo sobre as responsabilidades da paternidade nos dias de hoje. “Ser um pai moderno é terrível: eu daria um osso para ter sido um pai dos anos 1970 ou 1980, quando tudo o que você precisava fazer para ser considerada uma boa mãe era se lembrar de abrir as janelas quando você estava fumando dentro do carro“, diz na mensagem do Facebook.

+ Silvio Santos tem reação inusitada após ser “hipnotizado” neste domingo (25)
+ Claudia Leitte revela que irá lançar carreira internacional e novidade vira piada

Eu não fui feita para isso. Sabe o que eu fiz esta manhã? Eu comprei vitaminas. Por 45 minutos, eu comparei vitaminas infantis, li resenhas online e matérias preocupantes publicadas em blogs que não tem embasamento científico, o que me provoca medo e respeito. Eu só tenho dois bons sutiãs, mas estou pronta para gastar mais de 100 dólares em vitaminas infantis, probióticos (eles parecem cocaína finamente prensada e não tem gosto de nada mas, se você não comprá-los, o seu filho morre), além de suplementos“, escreve a melhor. Confira: 

01

Você sabe quantas vitaminas eu tomei quando criança? Nenhuma. A luz do dia era a minha vitamina. Ocasionalmente, as vezes uma vez por ano, minha mãe nos dava aquelas vitaminas do ‘The Flintstones’ que mais pareciam pedras no rim, mas nós só as consumíamos por alguns dias, até que ela perdia o interesse na nossa saúde“, explica a mulher — você provavelmente tomou as mesmas vitaminas que ela no passado, não é mesmo?

Na sequência, Bunmi fala sobre os conselhos que recebe de outros pais: “Alguém me disse que os meus filhos precisam de óleo de peixe, que custa 60 dólares. O mais próximo que eu cheguei de óleo de peixe quando eu era a criança era o que o pescador pegava e fritava. Uma vez, eu ganhei uma cozinha de brinquedo com peixe empanado de brinde porque eles estavam em promoção. Aparentemente, óleo de peixe é importante para o cérebro das crianças, mas eu tenho quase certeza que, assim como vaginas, cérebros se limpam sozinhos e não precisam de um sabonete especial“, escreveu.

Continua após a publicidade

002

A mamãe orgulhosa, então, admite que mudou de ideia após receber algumas recomendações: “Eu estava comprando vitaminas para os meus filhos no mesmo lugar onde eu comprava extensões elétricas e geladeiras de vinho mas, recentemente, eu ouvi que as vitaminas em formato de gelatina da animação ‘Carros’ são uma porcaria cheia de açúcar que pode causar Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade e lepra, então eu resolvi pesquisar novas soluções“, revelou.

Ser pai no século XXI não é nada simples, e isso me irrita. Eu já recebi tantos olhares me julgando porque eu dei um suco de caixinha para o meu filho durante um passeio no parque. É suco, não energético ou alguma bebida alcoólica, então se acalme Jackie (sim, eu disse o seu nome)“, diz a mamãe, falando sobre os julgamentos sofridos por pais da atualidade.

Quando eu era criança, eu tomava suco de laranja pronto. Ele é vendido em galões, engrossado com o purê de outras frutas, e é vendido em três cores diferentes (laranja tipo queijo, um vermelho que mais parece sangue, e uma espécie de azul). Meus pais compravam esse suco que nem é suco de verdade para mim quando eu era criança. E eu estou bem“, diz a mulher na mensagem do Facebook. O desabafo já foi compartilhado mais de 74 000 vezes e recebeu outras 118 000 curtidas.

001

Agora, eu estou prestes a gastar o equivalente a uma conta de luz para comprar vitaminas, porque é 2016. Você não ama seus filhos de verdade se você não é completamente paranoico sobre sua saúde física, seu bem estar e a sua habilidade de gastar uma fortuna numa pasta que não leva corantes, feita na floresta, e que tem sabor de frutas silvestres e privilégio. Se vocês precisarem de mim, eu estarei na frente do meu computador, chorando lágrimas rancorosas e procurando por um sabonete que não tenha ftalato. Eu nem sei o que é ftalato“, termina o desabafo.

Dê sua opinião: E você, o que achou do desabafo da mamãe sobre a pressão sofrida por pais do século XXI? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook.

Continua após a publicidade
Publicidade