Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Mãe deixa surpresa especial para filha de 1 ano antes de morrer

Elisa Girotto morreu aos 40 anos de idade após perder a batalha para o câncer de mama, mas fez questão que a filha pequena se lembrasse dela

Por Redação VEJA São Paulo 2 out 2017, 19h29

Elisa Girotto só conseguiu aproveitar um Natal com a filha única, Anna. A mulher de 40 anos de idade não terá a oportunidade de ver a filha crescer após perder a batalha para o câncer de mama. Mas, antes de morrer, a bancária fez questão de deixar vários presentes prontos para a menina, memórias para que ela lembrasse da mãe com o passar dos anos: a mulher, que morava na Itália com a família, comprou presentes de Natal e para o aniversário de Anna pelos próximos 17 anos.

Elisa foi diagnosticada com a doença no dia que Anna nasceu, 21 de agosto de 2016. A mulher casou-se com o marido e pai da menina, Alessio Vincenzotto, um mês após receber a notícia que seu câncer era terminal. “A nossa vida começou a percorrer dois caminhos: a alegria com o nascimento da nossa filha e a batalha contra esta doença terrível“, o rapaz contou ao jornal local La Repubblica.

Para presentear a filha, Elisa escolheu livros, brinquedos e bonecas para os primeiros anos de vida de Anna. Para o aniversário de 13 anos da menina, a sua primeira joia e um “diário secreto” que ela só poderá abrir quando completar 14 anos. O presente de 18 anos, no entanto, é o mais especial: a mulher escolheu um globo terrestre marcado com pequenos alfinetes, indicando destinos que Elisa recomenda para a filha. Além das lembranças, a mãe também gravou mensagens para acompanhar todos os mimos e escreveu dois cadernos com conselhos maternais para Anna.

  • Elisa encomendou tudo pela internet. Nós precisamos fazer tudo antes que ela partisse“, desabafou Vincenzotto. Mas a mulher não preparou surpresas apenas para a filha, mas também para o marido — espalhando pequenas cartas pela casa da família. Na última mensagem, ela pede para que ele leve Anna consigo, não importa para onde, na esperança que ela “siga o seu exemplo, porque eu confio em você”. As informações são do The Daily Mirror.

    Dê sua opinião: E você, o que achou da história de Elisa? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook.

    Continua após a publicidade
    Publicidade