Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Mãe revela por que “cobrou” crianças para ir à festa dos filhos

Ruma Ali, de 29 anos, teve que tomar uma decisão controversa ao ver a lista de convidados dos gêmeos, que comemoram 5 anos no próximo domingo (11)

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 1 fev 2018, 20h10 - Publicado em 1 fev 2018, 18h03

Fazer festas de aniversário para crianças não é uma tarefa fácil — imagine, então, quando o trabalho é em dobro? Ruma Ali, de 29 anos, é a mãe de dois meninos gêmeos que celebrarão o aniversário de 5 anos na próxima semana. O problema é que os garotos estudam em salas de aula diferentes no colégio e, por causa disso, a mamãe precisou lidar com uma lista de convidados pra lá de longa.

Para garantir que todos os 60 amiguinhos dos filhos comparecessem à festança, a mulher fez uma escolha inesperada: pediu para que os pais dos alunos contribuíssem com 6 libras (cerca de 27 reais) por criança. O evento acontecerá no domingo, dia 11 de fevereiro, em um pequeno parque de diversões em Leicester, na Inglaterra.

Em uma comunidade do Facebook, um dos pais das crianças convidadas publicou uma mensagem questionando a requisição: “O meu filho de 4 anos foi convidado para o aniversário de 5 anos de um coleguinha de sala. O convite diz que a mãe contratou um serviço de entretenimento e estipulou pagamento de 6 libras por criança nos convites. O meu filho mais velho está no ensino médio e, nos meus muitos anos fazendo e recebendo convites para aniversários, nunca me foi pedido um pagamento para ir a uma festa. Isso é normal hoje em dia?“.

Após a repercussão do caso, Ruma explicou que tomou a decisão controversa por causa do grande número de amigos das crianças — a mamãe não quer que nenhum coleguinha de sala dos meninos se sinta excluído por não ser convidado para a festa. A universitária, no entanto, não tem dinheiro o suficiente para bancar a celebração. “Eu não queria deixar ninguém de fora. Eu não gostaria de escolher quais amigos podem ou não vir“, ela explicou ao The Daily Mirror.

Eu achei que os pais entenderiam a cobrança“, desabafou a mulher. A mãe revelou ainda que o espaço cobra 11 libras por criança, um custo total de 660 libras pela festa, isso sem contar lembrancinhas ou bolo. Ruma também garante que entende que nem todos os pais podem pagar o “ingresso”, mas que ela entenderia e ainda manteria o convite à criança: “Todos têm direito a uma opinião, mas essa foi a maneira que funcionou melhor para mim“, contou.

  • No Facebook, desconhecidos defenderam a decisão de Ruma: “Nem todos os pais podem pagar por festas infantis, mas eles ainda querem que os filhos sejam felizes“, defendeu uma mulher. “Em vez de comprar um presente, você poderia pagar o valor e comprar um cartão de aniversário!“, defendeu outra mãe. Um rapaz achou bonita a intenção da mamãe de incluir todas as crianças na celebração: “Se você quer pagar e ir a festa, pague. Se não, isso também é ok“.

    Dê sua opinião: E você, o que achou da história da família? Deixe seu comentário e aproveite para curtir a nossa fanpage no Facebook!

    Continua após a publicidade
    Publicidade