Clique e assine por apenas 6,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Celular de última geração da Samsung explode e provoca danos no valor de 4 400 reais em hotel

Se você está pensando em abandonar a Apple pela Samsung após as novidades desta quarta (7), é bom pensar de novo: na internet, um hóspede de um hotel na Austrália afirmou que o seu Galaxy Note 7 explodiu e resultou num prejuízo de mais de 1 800 dólares australianos (cerca de 4 400 reais). Esta não é […]

Por VEJASP - Atualizado em 26 fev 2017, 10h23 - Publicado em 8 set 2016, 14h57

ABRE01

Se você está pensando em abandonar a Apple pela Samsung após as novidades desta quarta (7), é bom pensar de novo: na internet, um hóspede de um hotel na Austrália afirmou que o seu Galaxy Note 7 explodiu e resultou num prejuízo de mais de 1 800 dólares australianos (cerca de 4 400 reais). Esta não é a primeira história de um smartphone “explosivo”.

+ Casal faz ensaio inspirado em Diário de Uma Paixão para celebrar 57 anos juntos
+ Preço dos novos fones de ouvido está levando os fãs da Apple à loucura na web

O relato do consumidor foi publicado no Reddit na segunda (5). De acordo com o rapaz, que se identifica como “Crushader” na rede social, o aparelho explodiu durante a noite, enquanto estava ligado no carregador original, fornecido na embalagem da Samsung: “Meu Note 7 novinho explodiu nesta manhã enquanto eu estava dormindo. Ele estava conectado e carregando. O telefone está totalmente frito, e eu não consigo ejetar a bandeja do chip para recuperar meu cartão SD e SIM“, explicou.

Eu estava usando o carregador e o cabo original, se vocês estão se perguntando. Queimou os lençóis do meu quarto de hotel e o carpete quando eu o joguei no chão, além de queimar um dos meus dedos enquanto fazia isso“, contou o jovem. Ao procurar a Samsung, a empresa teria informado que este seria o primeiro caso de explosão na Austrália. Para compensar os danos, o suporte emprestou um celular Galaxy J1. O rapaz também deve receber um novo smartphone, uma unidade produzida após o recall do Note 7. Além disso, a companhia se prontificou a bancar todos os donos provocados pelo aparelho.

003

002

Continua após a publicidade

Na semana passada, a Samsung anunciou um recall global dos aparelhos Galaxy Note 7, justamente por que o smartphone de última geração corre o risco de explodir enquanto carrega. O caso australiano é apenas mais um dos relatos que fizeram com que a empresa coreana tomasse essa decisão, que pode custar 1 bilhão de dólares aos cofres da companhia.

ATUALIZAÇÃO (16 de Setembro de 2016, 15h59): 

A Samsung divulgou um posicionamento oficial sobre as explosões do Galaxy Note 7 que estão sendo registradas ao redor do mundo. Confira: 

“Há pouco mais de uma semana, a Samsung Electronics anunciou um programa global de substituição para o Galaxy Note7 como medida preventiva devido a um problema com a célula da bateria. Desde então, estamos trabalhando arduamente para acelerar o envio dos produtos, a fim de concluir esse programa de troca, minimizando qualquer possível inconveniência para nossos clientes. Na semana passada, entendemos que nossos consumidores estão preocupados e queremos enfatizar a importância da troca do produto.

Nossa prioridade número um é a segurança de nossos consumidores. Estamos pedindo aos usuários que desliguem seus Galaxy Note7 e o substituam o mais rápido possível”, disse DJ Koh, presidente global da divisão mobile da Samsung Eletronics. ‘Estamos acelerando a substituição dos dispositivos para que eles possam ser entregues por meio do programa de troca do modo mais conveniente possível e em conformidade com as regulamentações vigentes. Agradecemos sinceramente a nossos clientes pela compreensão e paciência’.

Mesmo havendo apenas um pequeno número de incidentes relatados, a Samsung está bastante atenta para oferecer aos clientes o suporte necessário. A Samsung identificou o lote afetado e interrompeu as vendas e remessas desses smartphones. Nós estamos também colaborando com as agências regulatórias nacionais. 

Os clientes que possuem o Galaxy Note7 podem trocar seu aparelho atual por um novo, de acordo com a disponibilidade local. Recomendamos aos usuários do Galaxy Note7 que entrem em contato com o lugar de compra ou liguem para a central de atendimento indicada na região o mais brevemente possível.”

Dê sua opinião: E você, o que achou da decisão da Samsung? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook.

Continua após a publicidade
Publicidade