Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Bruno Gagliasso curte comentário que critica trama de O Sétimo Guardião

Após a exibição do capítulo de terça-feira (22), um telespectador usou o Twitter para questionar um castigo imaginado por Aguinaldo Silva

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 24 jan 2019, 13h32 - Publicado em 24 jan 2019, 13h18

Em O Sétimo Guardião, Eurico foi castigado por ter traído a irmandade. O personagem, então, foi forçado a escolher entre nunca mais sentir desejo por mulheres ou não ser transformado em um gato. Quem parece não ter gostado nada da trama de Aguinaldo Silva foi Bruno Gagliasso, intérprete de Gabriel — na novela, o personagem chega a sugerir que Eurico passaria a se sentir atraído apenas por homens caso escolhesse a punição.

Após a exibição do capítulo de terça-feira (22), um telespectador usou o Twitter para questionar o castigo imaginado por Aguinaldo Silva: “Quanto desserviço! Em O Sétimo Guardião, a homossexualidade foi apresentada como castigo por Gabriel (Bruno Gagliasso) à Eurico (Dan Stulbach). ‘Você vai poder transar, mas só com homens’ | ‘Ou (virar) gato ou brocha. Você é quem decide'”, diz o tuíte de @kaicktoagli.

Continua após a publicidade

Na sequência, o telespectador complementa: “Uma ideia tão idiota, né? Um detalhe que poderia tranquilamente ser descartado do texto sem afetar em nada a trama que, por sinal, já não vem se dando bem em audiência”, apontou. O que chamou atenção, no entanto, foi que Bruno Gagliasso usou seu perfil para curtir as críticas do internauta à trama de Aguinaldo Silva.

O telespectador responsável pelas críticas notou que Gagliasso curtiu o comentário e resolveu fazer um registro do momento, compartilhando com seus seguidores: “Bruno curtiu meu tuíte! Ícone que não decepciona ainda que tenha que obedecer autor/diretor!”, escreveu @kaicktoagli nesta quarta-feira (23). Após a repercussão da história, no entanto, o protagonista de O Sétimo Guardião retirou a curtida do segundo comentário. 

Continua após a publicidade

Dê sua opinião: E você, o que achou da decisão de Bruno Gagliasso? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook!

Continua após a publicidade
Publicidade