Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Após polêmica envolvendo Bolsonaro, personagem inesperada rouba a cena em debate político

Aqui em São Paulo, nós não estamos lá muito esperançosos com as eleições para a prefeitura da capital paulista. Parece que a situação não é muito diferente no Rio de Janeiro: nesta quinta (25), o primeiro debate entre os candidatos acabou provocando polêmicas, vaias e risadas, mas quem chamou mesmo a atenção foi um personagem […]

Por VEJASP Atualizado em 26 fev 2017, 10h34 - Publicado em 26 ago 2016, 13h39

ABRE04

Aqui em São Paulo, nós não estamos lá muito esperançosos com as eleições para a prefeitura da capital paulista. Parece que a situação não é muito diferente no Rio de Janeiro: nesta quinta (25), o primeiro debate entre os candidatos acabou provocando polêmicas, vaias e risadas, mas quem chamou mesmo a atenção foi um personagem bastante inesperada, a intérprete de Língua Brasileira de Sinais (Libras).

+ Com a ajuda dos vizinhos, noiva celebra casamento na rua onde cresceu
+ A amizade entre uma cachorrinha e um carteiro está comovendo a web

Além de traduzir o conteúdo do debate para os deficientes auditivos, a profissional roubou a cena ao se mostrar bastante expressiva durante a transmissão. A cada nova manifestação mais animadas dos espectadores, a jovem fazia, empolgada, os movimentos de vaias e aplausos, além de presentear a internet com muitas “caretas”. Confira a repercussão: 

Quem também chamou a atenção dos internautas foi Flávio Bolsonaro, candidato do PSC à prefeitura e filho do deputado federal Jair Bolsonaro. Durante o debate, o jovem de 35 anos passou mal e foi encaminhado para um hospital.

Durante a confusão, no entanto, uma pessoa na plateia pediu para que Jandira Feghali, política do PCdoB e também candidata ao cargo, atendesse o rapaz, já que é médica. O problema? O pai de Flávio, o polêmico Jair Bolsonaro, impediu que o filho fosse atendido pela concorrente: “Fascista, réu por estupro!“, retrucou a candidata após a recusa ao socorro.

Você não vai ser estuprada, não. Ela vai dar estricnina para o meu filho“, respondeu o deputado federal, de acordo com o Jornal EXTRA. Enquanto Flávio tentava se recuperar, sentado numa cadeira, o pai tentava animá-lo: “Tranquilo, zero um. Paga umas flexões aí“, dizia. Após toma um suco, no entanto, Flávio foi encaminhado para um centro médico, da onde já foi liberado.

Dê sua opinião: E você, o que achou da repercussão do primeiro debate para à prefeitura do Rio de Janeiro? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa fanpage no Facebook.

Continua após a publicidade
Publicidade