Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Mulher alega ter encontrado agulha em batata-frita do McDonald’s

Internautas questionaram a veracidade da história da mulher, alegando que ela queria apenas "atenção e uma compensação do McDonald's"

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 5 fev 2020, 13h45 - Publicado em 25 set 2018, 17h14

Ash Te Weri usou seu perfil no Facebook para fazer uma alerta sobre o McDonald’s: a mulher da Nova Zelândia alega ter encontrado uma agulha nas batatas-fritas da rede de restaurantes — a história, no entanto, é um pouco mais complexa do que parece.

A mulher usou a rede social para alertar outros pais sobre o perigo. Ash revelou que encontrou a agulha no McLanche Feliz dos filhos, e alertou outras família sobre os perigos de encontrar objetos pontiagudos na refeição feita sob medida para crianças e bebês. Apesar da suposta boa intenção da moça, no entanto, internautas questionaram a veracidade da história da mulher, alegando que ela queria apenas “atenção e uma compensação do McDonald’s”.

View this post on Instagram

Make it raaaaaiiiiiiiiiin!!! #worldfamous 🍟

A post shared by McDonald's (@mcdonalds) on

O restaurante na Nova Zelândia não quis arriscar e contatou a polícia imediatamente para apurar as acusações de Ash. A loja onde as batatas-fritas foram compradas forneceu vídeo da vigilância para ajudar na investigação do caso. Os oficiais também revistaram a casa da mulher, onde encontraram um pacote de 20 agulhas com apenas uma faltando. O oficial Ross McKay contou à imprensa que acredita que a mulher “se enganou” ao reportar a história: “Não houve uma intenção maliciosa”, explicou o policial. A mulher apagou a publicação desde a repercussão da história.

As informações são do The Daily Mail.

Dê sua opinião: E você, o que achou da história? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook!

Continua após a publicidade
Publicidade